São Paulo supera Sport em confronto direto e entra provisoriamente no G-4
Foto: Rubens Chiri/São Paulo

Neste sábado (31), o São Paulo recebeu o Sport no Morumbi em confronto direto por uma vaga no G-4. Fazendo valer o mando de campo, o Soberano se recuperou da eliminação na Copa do Brasil e venceu por 3 a 0, com gols de GansoLuís Fabiano Michel Bastos, aumentando o tabu sem derrotas para 16 jogos, com vitória em todos.

Com o triunfo, os tricolores entraram provisoriamente no grupo classificatório à Copa Libertadores, somando 53 pontos e ficando na 4ª colocação. O rubro-negro, contudo, permanece na 7ª posição e com os mesmos 49 pontos ganhos, podendo ser ultrapassado na tabela pelo Palmeiras, que duela com o Santos nesse domingo (1º), e pela Ponte Preta, adversária do Joinville ainda neste sábado (31).

Os times voltam a campo, pela 34ª rodada do Brasileirão, no próximo domingo (8). Enquanto os paulistas vão até Belo Horizonte encarar o Cruzeiro no Mineirão, às 17h (de Brasília), os pernambucanos irão receber o Grêmio para seguirem próximos à briga pela classificação à Libertadores, na Ilha do Retiro, às 19h30 (de Brasília).

São Paulo explora erros do Sport e abre boa vantagem

Em partida que dava uma vaga provisória no G-4, São Paulo e Sport começaram com bastante equilíbrio, mas com os donos da casa mais dispostos no ataque. Com mais presença ofensiva, o tricolor teve a primeira boa oportunidade para abrir o placar antes mesmo dos 10 minutos iniciais. Michel Bastos cruzou com perfeição em direção à pequena área e Alexandre Pato subiu para cabecear, acertando o travessão e assustando.

Sentindo a pressão dos anfitriões, o time rubro-negro começou a sair mais para o jogo, mostrando que estava disposto a atacar, mas pecou na saída de bola e no último passe, desperdiçando boas chances, sentindo a falta de Diego Souza na armação. Explorando bem os erros defensivos do adversário, o Soberano foi eficiente e saiu em vantagem. Wesley levantou e Ganso, livre de marcação, mandou para o fundo da meta.

Sem criatividade, o Leão buscava surpreender de todas as maneiras para mostrar que ainda estava vivo. O único e principal lance de perigo a favor dos pernambucanos durante todo o primeiro tempo veio após cobrança de falta na pequena área. Marlone alçou a bola e ela caiu no pé de Matheus Ferraz, que em posição legal, arrematou fraco e para defesa fácil de Dênis no meio da barra.

Continuando a aproveitar os erros na zaga do escrete da Praça da Bandeira, os mandantes foram mais incisivos e com melhor poder no ataque. Pato sofreu falta na entrada da área e foi para a cobrança. O atacante são-paulino chutou forte e obrigou Danilo Fernandes a fazer boa intervenção. Pouco depois, contudo, ampliaram a vantagem no marcador. Após falha de Maikon Leite, Ganso tocou para Pato, que driblou a marcação e serviu Luís Fabiano. O centroavante mostrou seu poder na finalização e tocou na saída do arqueiro leonino.

São Paulo marca mais um e sacramenta triunfo

Para a etapa final, Falcão resolveu corrigir os erros ofensivos devido à inoperância de sua equipe. Maikon Leite, que pouco apareceu nos lances, deu lugar a Régis, voltando de lesão. Doriva, contudo, se viu obrigado a realizar uma modificação por contusão. O lateral-direito Bruno voltou a sentir dores e foi substituído por Hudson.

Com a vantagem construída no primeiro tempo e melhor distribuído em campo, o São Paulo seguiu à vontade, sem precisar pressionar para ter mais volume de jogo e administrando o resultado. Em um dos poucos momentos que chegou, foi efetivo e voltou a balançar as redes. Michel Bastos fez boa jogada pela direita, puxou para a perna esquerda e chutou em direção ao gol, mas a bola desviou em Ewerton Páscoa e morreu no fundo do barbante.

Com a vitória praticamente sacramentada, Doriva resolveu dar novo gás ao ataque para segurar melhor a partida. Autores do segundo e terceiro tentos, Luís Fabiano e Michel Bastos deixaram as quatro linhas para dar espaço a Alan Kardec e Rogério, respectivamente. Mesmo com as mudanças, quem tinha maior presença dos homens de frente eram os pernambucanos, que falhavam na troca de passes.

Na reta final do confronto, os são-paulinos buscaram segurar o triunfo, já que se mostravam mais tranquilos e pouco agrediram nos minutos finais. Os leoninos, entretanto, seguiram presos à marcação dos mandantes e errando bastante no arremate. Na única chance clara que teve de finalizar, Régis recebeu livre de marcação, mas bateu em cima de Dênis, dando os três pontos aos tricolores.

VAVEL Logo