Coritiba e Figueirense empatam em duelo de desesperados e se complicam
Em jogo de forte marcação, Coritiba e Figueirense ficaram no empate. (Foto: Divulgação/Coritiba)

Com muita marcação em campo, Coritiba Figueirense empataram neste sábado (31) no Estádio Couto Pereira, em Curitiba, por 1 a 1, com gols de Juan para o time da casa e Yago para os visitantes. O empate não foi bom para nenhuma das duas equipes, que continuaram nas mesmas posições na tabela.

O time paranaense, que jogava em casa, encerrou uma série negativa de cinco derrotas seguidas, mas continuam na zona de rebaixamento (17° com 34 pontos). Já os visitantes completaram seu terceiro jogo sem vitórias, e mantiveram a 15° colocação com 36 pontos conquistados.

Na próxima rodada, as duas equipes irão enfrentar os únicos times que brigam pelo título. No sábado (7), o Coxa visitará o Corinthians às 19h30 na Arena Corinthians. A equipe de Santa Catarina vai receber o Atlético-MG. Este duelo está marcado para o domingo (8) às 17h, no Orlando Scarpelli.

Coritiba sai na frente, mas Figueirense iguala o marcador

Quem foi ao estádio do time paranaense hoje prestigiou um primeiro tempo pouco movimentado, mas de bom futebol. Os 7.925 presentes no Couto Pereira viram o Coritiba atacar primeiro com chute do meia Juan, que parou no goleiro Alex Muralha. Em cobrança de falta, o volante Cáceres também chegou perto.

Apesar da forte pressão no campo de ataque, os donos da casa ainda não conseguiam trocar passes com precisão. Mas aos 22', dois lances foram decisivos para o andamento da partida: um chute para fora do atacante Kléber e logo após, o gol, quando o zagueiro Juninho quase marcou gol contra, e, no rebote, Juan empurrou para as redeu e abriu o placar para a equipe paranaense.

Com o susto, o time de Santa Catarina reagiu na partida. Pressionando com boas chances de gol causadas por Marquinhos e Thiago Heleno, o alvinegro finalmente chegou ao empate, quando o meia Yago pegou rebote da cobrança de escanteio e chutou para o fundo o gol, igualando o marcador aos 39'. Sem mais oportunidades, o primeiro tempo acabou igualado.

Donos da casa pressionam, mas o empate persiste

As duas equipes voltaram sem alterações e o segundo tempo começou com boas chances para ambas. O Figueirense chegou primeiro em cabeçada perigosa do meia Carlos Alberto, que mandou por cima, e quase virou o jogo logo aos cinco minutos, quando o atacante Dudu entrou livre e parou no goleiro Wilson, ex-jogador do clube catarinense.

Daí em diante, o ritmo da partida diminuiu drásticamente, com forte marcação e nenhum ataque de ambos os lados. 

Buscando manter suas intenções de jogo, os treinadores Ney Franco e Hudson Coutinho começaram então a fazer alterações, que não pareciam surtir efeito qualquer. Aos 25', Carlos Alberto quase marcou, mas foi travado pelo zagueiro Walisson Maia no último segundo.

Em contra-resposta, o lateral Juninho também quase marcou para os donos da casa, que mais tarde voltariam a assustar, com bom chute de Thiago Lopes para defesa rápida de Muralha. O Coritiba conseguiu 55% da posse de bola e grande parte das ações ofensivas do primeiro tempo, mas, no segundo, acuou-se e não conseguiu assustar os visitantes. Final de partida: 1 a 1.

VAVEL Logo