Pré-jogo: Brasil enfrenta Nigéria visando vaga nas semifinais do Mundial Sub-17

Chegou a hora da Seleção Brasileira Sub-17 dar mais um passo rumo ao título da Copa do Mundo da categoria. Neste domingo (1º), os brasileiros vão fazer um duelo com a Nigéria, válido pelas quartas de final do mundial. O confronto será realizado às 17h00 (horário de Brasília), em Viña de Mar, no Chile, e para os brasileiros continuarem sonhando com a taça será necessário mostrar um futebol mais convincente do que foi apresentado até o momento.

A Seleção Brasileira vem fazendo um campeonato de altos e baixos. Na primeira fase, só garantiram a ida ao mata-mata na última rodada e mesmo assim ficaram na segunda colocação, com seis pontos, um a menos que o selecionado da Coreia do Sul, primeiro colocado. Nas oitavas de final, a classificação só aconteceu no final, quando os brasileiros balançaram as redes através de Luiz Henrique, de pênalti, e assim deixaram a Nova Zelândia pelo caminho.

Diferentemente do Brasil, a Nigéria chega bastante empolgada e muito credenciada para ser apontada como favorita a vaga nas semifinais. Na primeira fase, classificou com tranquilidade e goleou nas duas vezes que venceu. Perdeu apenas na última rodada, por 2 a 1 para a Croácia. Já nas oitavas de final, os nigerianos não tomaram conhecimento dos australianos e acabaram goleando por 6 a 0.

Brasil e Nigéria estão nas quartas de final da Copa do Mundo Sub-17 com as seleções do Equador, México, Bélgica, Costa Rica, Croácia e Mali. Quem avançar do confronto entre brasileiros e nigerianos vai enfrentar o vencedor da disputa envolvendo a Seleção Equatoriana com a Seleção Mexicana.

Confiante em um possível triunfo, Carlos Amadeu deve repetir equipe

Este, sem dúvida, será o principal desafio do selecionado verde e amarelo neste confronto. A Nigéria é a grande favorito para ficar com o título e os brasileiros não mostraram um bom futebol até o momento. O técnico Carlos Amadeu mostra-se confiante, apesar de tudo isso, para ficar com a vaga na próxima fase. A equipe não deverá sofrer alterações, mantendo assim a base que venceu a Nova Zelândia.

Questionado sobre uma possível precaução por conta do poder ofensivo do adversário, que goleou três vezes em quatro jogos, o técnico brasileiro disse que não tem preocupação com isso. Ele ressaltou a qualidade do selecionado nigeriano, destacando que trata-se dos atuais campeões do Mundial Sub-17 e é um time apontado como favorito.

“Não tenho preocupação por conta da goleada da Nigéria. O que me preocupa mesmo é o que está em torno da Nigéria. É uma seleção muito forte nas categorias de base, pois tem quatro títulos nessa categoria, é o atual campeão do Mundial Sub-17. Então, é um time muito credenciado”, destacou o comandante.

Na concepção de Carlos Amadeu, a maneira como a Nigéria joga poderá favorecer os brasileiros, pois será possível propor jogo, uma vez que o adversário não fica na defesa tentando evitar o pior, como aconteceu no confronto com a Nova Zelândia, por exemplo. Amadeu mostrou-se confiante para conquistar o triunfo.

“Acredito que a maneira como a Nigéria joga nos favorece de certa forma. Eles atuam indo mais para o ataque, bem diferente da Coreia do Sul, Nova Zelândia, que preferiram transformar o jogo em um duelo mais lento. Será um confronto difícil por conta da qualidade do adversário, mas temos condições de vencer”, comentou.

Nigerianos buscam confirmar favoritismos para seguir na luta pelo título

A Nigéria é a grande favorita para ficar com a vaga nas semifinais do Mundial Sub-17 e seguir firme na busca por mais um título da categoria. Diferentemente do que ocorre com o selecionado principal, em que o time é, geralmente, coadjuvante e o Brasil é uma das grandes potências, os nigerianos sempre chegam muito forte nas categorias de base e estão mostrando isso nesse campeonato.

Mesmo com toda supremacia nas partidas que disputou neste campeonato, os nigerianos estão pregando cautela. O técnico do selecionado nigeriano, Emmanuel Amuneke, também não deve fazer grandes alterações em sua equipe para este confronto, mantendo assim os mesmos jogadores que golearam a Austrália. O treinador sabe que é o favorito, mas destacou que é preciso muito trabalho para sair de campo com a vitória.

“Nosso time é um dos candidatos a ficar com o título deste Mundial Sub-17, mas vamos enfrentar o Brasil e precisamos tomar cuidado. Vamos trabalhar bastante para se portar bem em campo e seguir na competição”, disse o comandante.

Craque da equipe, o meia-atacante e capitão Kelichi Nwakali avalia que, apontar a Nigéria como grande favorita por ter vencido de goleada nas oitavas de final, diferentemente do Brasil, é um grande erro. Para o meio-campista, os brasileiros chegaram às quartas de final com méritos.

“É um grande erro apontar nós como os grandes favoritos neste confronto porque nós vencemos a Austrália por 6 a 4 e eles (Brasil) bateram a Nova Zelândia apenas por 1 a 0. Não importa como eles ganharam. Eles venceram porque eram melhores, então, precisamos nos preocupar para não sermos eliminados”, pontuou o meia-atacante.

VAVEL Logo