Criciúma vence, frustra Botafogo e adia acesso do alvinegro à primeira divisão
Foto: Divulgação

Não foi nesta rodada que o Botafogo voltou para a elite do Campeonato Brasileiro. Na tarde deste sábado (7), o glorioso teve a oportunidade, dependia apenas dele, era só vencer o Criciúma, mas acabou derrotado por 1 a 0.

No primeiro tempo, o Botafogo tomou conta da partida e acertou a trave três vezes. Duas foi no mesmo lance, quando Ronaldo chutou e a bola acertou as duas traves e não entrou.

Na etapa final, quem dominou foi o Criciúma. Com a entrada de Roger Guedes no lugar de Wellington, a equipe de Santa Catarina ficou mais ofensiva e deu trabalho para o Botafogo. Aos 24 minutos, depois de jogada individual de Roger, Maurinho aproveitou o rebote de Jefferson para abrir o placar e dar a vitória ao Criciúma.

Apesar da derrota, o Botafogo ainda é o líder da Série B com 65 pontos. O Criciúma é 14º com 42 pontos. Na próxima rodada, o Botafogo enfrenta o Luverdense, na terça-feira (10), às 21h30 (de Brasília), em Passo das Emas. No mesmo dia, só que às 19h00, o Criciúma recebe o Boa Esporte no Heriberto Hülse.

Botafogo pressiona mas o placar fica no zero

Precisando da vitória para garantir o acesso para a primeira divisão do Campeonato Brasileiro, o Botafogo se lançou ao ataque desde o começo da partida e, se não fosse a trave, teria aberto o placar aos cinco minutos, quando Ronaldo recebeu passe de Neilton e, dentro da área, carimbou o poste do goleiro Luiz.

O jogo ficou morno depois do Botafogo acertar a trave. As duas equipes faziam muitos lançamentos e facilitavam a vida dos defensores. Somente aos 17 minutos que alguém voltou a levar perigo. Barreto fez jogada individual pela esquerda e tocou para Dudu na intermediária. O meia do Criciúma arriscou e mandou por cima do gol do Jefferson.

Após o susto, o Botafogo respondeu. Aos 18 minutos, Ronaldo recebeu lançamento de Thiago Carleto e chutou para o gol. A bola bateu nas duas traves e não entrou. A pressão continuou aos 21 minutos, quando Willian Arão recebeu lançamento pelo meio e, ao invadir a área, tentou o passe para Ronaldo que estava livre no meio da área, mas o zagueiro do Criciúma desviou o passe para escanteio.

Ronaldo era o protagonista do Botafogo no primeiro tempo. As principais jogadas saíram dos seus pés e o lance polêmico também envolveu ele. Aos 27 minutos, o atacante discutiu com Wellington e o meia do Criciúma deu um tapa na cara do botafoguense. A comissão técnica e os jogadores do Botafogo reclamaram fora de campo, mas o árbitro deu apenas o cartão amarelo para o meia do Criciúma.

Depois da confusão, já com bola rolando, Ronaldo voltou a assustar a defesa do Criciúma. O atacante recebeu passe de Thiago Carleto, avançou até dentro da grande área, mas na hora da finalização acabou prensado pelo zagueiro, chutando para fora.

Aos 32 minutos, Daniel Carvalho cobrou escanteio e a zaga do Criciúma afastou. Na sequência, Neilton pegou o rebote e chutou por cima do gol de Luiz. O Criciúma assustou na sequência. Aos 34 minutos, Dudu recebeu na área e se preparou para chutar, mas na hora 'H' o lateral-direito Luis Ricardo chegou de carrinho e evitou a finalização. O Criciúma voltou a ter nova oportunidade aos 37 minutos. Dudu cobrou falta da entrada da área e mandou para fora.

Criciúma domina, vence o jogo, frusta Botafogo e adia acesso

O Criciúma voltou para o segundo tempo mais ofensivo. O técnico Roberto Cavalo colocou o atacante Roger Guedes no lugar do volante Wellington. O time da casa voltou com outra atitude para a etapa final e aos dois minutos já deixou a defesa do Botafogo nervosa. Luis Ricardo recuou para Jefferson e o juiz interpretou como lance de dois toques. Na cobrança de falta dentro da área, Roger Guedes mandou por cima do gol.

Não demorou muito e o Criciúma voltou a levar perigo de novo. Aos seis minutos, Roger Guedes arriscou de fora da área e a bola passou perto do gol de Jefferson. O Botafogo respondeu apenas aos 12 minutos. Ronaldo recebeu de Willian Arão e chutou, mas o goleiro Luiz defendeu.

Mas o Criciúma voltou a pressionar o Botafogo. Roger Guedes teve duas oportunidades. A primeira, aos 15, finalizou por cima do gol de Jefferson. A segunda, aos 23, o atacante fez boa jogada passando pelos defensores do Botafogo e chutou para grande defesa de Jefferson. Mas, aos 24 minutos, o goleiro do Botafogo nada pôde fazer. Roger Guedes iniciou a jogada, driblou a defesa e finalizou para a defesa de Jefferson. No rebote, a bola sobrou para Maurinho - que acabara de entrar - empurrar para o fundo das redes totalmente livre de marcação e abrir o placar no Heriberto Hülse.

Ricardo Gomes então deixou o Botafogo mais ofensivo. Vinícius e Lulinha entraram no jogo e o alvinegro foi para o tudo ou nada. Aos 34 minutos, o Botafogo chegou com perigo. Após cruzamento de Luis Ricardo, Neilton não conseguiu chegar a tempo na bola. A última chance veio aos 46 minutos, quando Diego Jardel subiu sozinho e cabeceou firme, mas Luiz salvou o Criciúma.

VAVEL Logo