América-MG duela com Vitória em confronto direto pela vice-liderança da Série B
Foto: Carlos Cruz/América-MG

O jogo tem aspectos de decisão, valendo uma taça tão esperada e disputada. No entanto, e não menos importante, a partida entre América-MG x Vitória definira mais um time que disputada a primeira divisão do Campeonato Brasileiro em 2016. O embate será disputado no Estádio Independência, às 19hs. O confronto representa também o embate entre o terceiro melhor mandante, o Coelho, com 13 vitórias, contra o segundo melhor visitante, com sete triunfos.

Para o América-MG, o jogo pode ser a confirmação não apenas da promoção a elite do futebol brasileiro, como também à afirmação da equipe nesta reta final de temporada 2015. O Coelho sempre disputou as primeiras colocações, mas chegou a sofrer uma queda técnica, que culminou em uma descida lenta e gradual de posições na classificação da Série B. Os mais pessimistas poderiam dizer que o time rubro-verde nadou e morreu na praia. Outros, que a reação era uma questão de tempo. Certo é que a volta a primeira divisão está tão próxima, que os americanos não vêem a hora de extravasar suas emoções tão contidas.

Por sua vez, o Vitória conseguiu transformar algo muito possível em uma briga sem necessidade. O rubro-negro tinha a vice-liderança do Campeonato Brasileiro nas mãos, mas acumulou três jogos sem vencer - dois empates e uma derrota - dando margem de ação para que os rivais pudessem se aproximar. O América-MG foi mais esperto e tomou a segunda colocação, que era facilmente administrada pelo time baiano. Hoje, a equipe de Vagner Mancini brigará não apenas pela confirmação do acesso antecipado, mas pela condição de se manter como um provável candidato ao título. 

Com dúvida no meio-campo, técnico Givanildo Oliveira definirá equipe nos vestiários

O América teve uma semana inteira para trabalhar e o técnico Givanildo Oliveira procurou estudar a melhor formação americana para não fazer feio frente ao seu torcedor no Independência. No entanto, o comandante terá que trabalhar a cabeça para encontrar o melhor substituto para Tony, suspenso pelo terceiro cartão amarelo contra o Paysandu. 

Sem poder contar com Rodrigo Souza e Douglas Dopô, lesionados, as opções ficam por conta de Diego Lorenzi e Henrique Santos. O primeiro teve a oportunidade de mostrar serviço e conseguiu marcando um belo gol no coletivo do último sábado. Na segunda parte do treino, Henrique Santos entrou e também não fez feio.

Ontem (9), Givanildo encerrou os trabalhos sem definir com quem contará e se vai optar por um jogador de mais marcação ou um atleta com facilidade na saída de bola. Quem está entre os relacionados é o lateral-esquerdo Bryan, recuperado de uma gripe, o jogador ficará no banco de reservas. 

Apresentando desfalques, Vagner Mancini altera a formação inicial do Vitória

O técnico Vagner Mancini sabe da dificuldade que será enfrentar o América-MG. Para isso, fez um treino regenerativo com os titulares e o restante do elenco trabalhou com bola no estádio das Laranjeiras, ainda no Rio de Janeiro. 

Ainda no domingo, trouxe os jogadores para Belo Horizonte chegando no domingo a noite. Sem demora, realizou treinamento tático e de bola parada na Toca da Raposa 2, fechando a preparação da equipe no final da tarde de ontem (9).

Para o jogo contra o Coelho, Vagner não terá o zagueiro Kanu, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Em seu lugar, entra Guilherme Mattis. Outros dois jogadores, Escudero e Yan, não se recuperaram de problemas musculares e foram vetados.   

Torcida do América promete público recorde na temporada americana

De acordo com o perfil oficial do América-MG no Facebook, o primeiro lote de ingressos para o jogo contra o Vitória (15 mil) estão esgotados. Para tal, a diretoria americana colocou a venda uma carga extra de 2.200 bilhetes para os torcedores do Coelho.

Este será o público recorde do América na temporada 2015. Anteriormente, a melhor presença de torcedores americanos nos jogos do América na Série B havia sido contra o Botafogo na 19ª rodada: 11.843 presentes. 

VAVEL Logo