Ídolo do Atlético-MG, Victor recebe título de cidadão honorário de Belo Horizonte
Goleiro atleticano sendo homenageado na Câmara de Belo Horizonte (Foto: Rafael Araújo)

Victor chegou ao Atlético-MG em 2012. Vindo do Grêmio e com passagens pela Seleção Brasileira, o goleiro de grande prestígio no cenário nacional tinha a incumbência de dar segurança à torcida atleticana, que vivia anos de instabilidade com os camisas 1 que passaram pelo Galo nos últimos anos. Claramente, o agora "São Victor", fez muito mais do que dar segurança.

“Canonizado” pela torcida após defender um pênalti no último minuto de jogo com o pé esquerdo e garantir, diante do Tijuana, a passagem para as semifinais da Libertadores de 2013, Victor ainda teria papel principal com defesas importantes nas disputas por pênaltis da semi e da final da mesma competição, que terminou com o Atlético campeão. O goleiro ainda marcou seu nome na história do clube vencendo a Recopa Sul americana (2014), dois Campeonatos Mineiros (2013 e 2015) e a Copa do Brasil (2014). Como se não bastasse ter o rosto estampado em milhares de camisas e dezenas de faixas e bandeiras na torcida alvinegra, o paulista, natural de Santo Anastácio, agora é também Cidadão Honorário de Belo Horizonte.

Nesta segunda feira (9), a Câmara Municipal de Belo Horizonte condecorou Victor com o título de Cidadão Belo-horizontino. A cerimônia contou com grande presença de torcedores atleticanos. O goleiro, acompanhado por sua esposa e sua mãe, demonstrou grande alegria e emoção pelo título.

"Acho que cada homenagem, manifestação de carinho, tem seu valor. Tem coisas na vida que não tem preço, e isso é algo que vou levar pelo resto da minha vida. Isso não tem preço. É uma sensação única e vai ser guardada no meu coração com muito carinho." afirmou.

Agora como belo-horizontino, Victor foi questionado sobre planos de encerrar a carreira no Atlético, mas o goleiro mostrou não pensar em fim de carreira por um bom tempo: "Não penso (aposentadoria). Estou novo para pensar em final de carreira. Vou jogar mais uns dez anos, continuar fazendo história pelo Atlético-MG. Quando meu ciclo no futebol se encerrar, as portas estarão abertas para mim e, se aparecer alguma oportunidade de continuar aqui por BH, vou pensar com muito carinho." disse Victor.

VAVEL Logo