Zagueiro Dedé celebra retorno aos treinos no Cruzeiro
Porém, jogo oficial para Dedé apenas em 2016 (Foto: Divulgação/Cruzeiro)

Caído no esquecimento para alguns no Cruzeiro, nesta quarta-feira (11) foi dia de reencontro com os gramados e a bola na Toca da Raposa. O zagueiro Dedé, que foi submetido a duas cirurgias no joelho após se lesionar diante do Santos, na semi-final da Copa do Brasil 2014, deu um passo importante e surpreendente na sua recuperação ao participar de treino tática com o restante do grupo celeste. 

Era esperado que Dedé não chegasse a treinar com os companheiros ainda em 2015, já que o previsto é que só volte a fazer uma partida oficial em 2016. Após o treino, o próprio jogador relatou a surpresa em participar do treinamento: "Foi uma surpresa eu estar no trabalho tático. Eu não forço nada, se me falarem para não ir eu não vou."

Como dito, Dedé voltará aos gramados oficialmente apenas em 2016, mas o zagueiro fez questão de evidenciar como esse tempo parado pode ter sido muito proveitoso para sua carreira: "Foi um ano de muito aprendizado, muita força de vontade. Momentos de fisioterapia, trabalho no campo, isso mexe com sua cabeça e sua confiança. Finalmente voltei a treinar com o grupo e é uma satisfação muito grande. Agora é conhecer a maneira dos jogadores e do Mano trabalhar. Estou muito emocionado com tudo que passei."

Dedé foi bicampeão brasileiro pelo Cruzeiro em 2013/2014, e durante seu grande período no Departamento Médico existiram vários boatos sobre uma possível saída. Tudo já foi negado veementemente pelo jogador, que disse ter interesse de cumprir seu contrato com a Raposa. 

No estaleiro, Dedé tentou encontrar outra forma de ajudar o grupo, passando força e apoio aos companheiros que passavam pelo DM do clube. "Não tive vontade de chutar o balde, sempre fui um cara muito tranquilo e alto-astral. Até tentava ajudar a galera que chegava de cabeça baixa. Sabia que minha recuperação era demorada, mas via os caras chegarem com algo mais simples, se recuperarem e voltarem pro campo. Eles ficavam pra baixo e eu tentava alegrar. Vivi momentos tristes, mas nada disso abalou minha fé", disse o zagueiro. 

O Cruzeiro ainda tem o sonho de chegar ao G5 do Campeonato Brasileiro e, para isso, precisa vencer todas as partidas que lhe restam na competição. Sem Dedé, os comandados de Mano Menezes irão enfrentar o Sport, nesse domingo (15), no Mineirão. 

VAVEL Logo