Dunga minimiza má atuação de Neymar e garante melhora contra Peru: "No próximo será melhor"

Após alguns anos, Brasil e Argentina voltaram a se enfrentar num Superclássico válido pelas Eliminatórias. O Monumental de Ñunez estava lotado e a chuva deu uma trégua para a bola rolar sem problemas. Em dois tempos distintos, o empate ficou de bom tamanho para a Seleção Brasileira, que segue em quinto e deixa os hermanos ainda sem vencer.

Após a partida, o técnico Dunga falou com a imprensa sobre a atuação da Seleção e de seu principal jogar. Para ele, Neymar atuou abaixo da média, mas garantiu que o jogador estará na melhor das condições para o jogo diante do Peru, terça-feira, em Salvador.

"Ele jogou coletivamente. Talvez ele não tenha feito as jogadas que todos estamos habituados a ver pelo Barcelona. A tendência é dele melhorar. Ficou um tempo fora da equipe e nós não temos muito tempo para treinar. Temos um ou dois dias para trabalhar e o entendimento rápido com os companheiros demora um pouco a acontecer. No próximo jogo, ele será melhor."

O primeiro tempo fraco da Seleção foi motivo de uma conversa mais pesada de Dunga com sua equipe. O resultado surtiu certo efeito, já que o time voltou melhor e conseguiu o empate num gol de Lucas Lima.

"Buscamos corrigir algumas coisas. Era normal que a Argentina, ao mesmo tempo em que estava pressionada, tinha certa ansiedade durante a partida. Não parecia um estádio argentino, já que o torcedor também estava tenso. Estava um silêncio no estádio, mas não soubemos tirar proveito dessa situação. Viemos com mais ênfase no segundo tempo. Não fomos tão brilhante tecnicamente, mas em termos de garra e vontade foi muito melhor.

Em dia marcado pela tragédia francesa após atos terroristas que deixaram dezenas de mortos, o futebol prestou suas solidariedades. Dunga falou sobre o drama.

"Foi muito triste esse minuto de silêncio. O importante é a vida das pessoas que se foram. As coisas aconteceram muito rápido. Aconteceu antes do jogo e nem sabemos direito o que pensar. Um fato muito triste. Nós vivemos em um mundo onde as pessoas estão cada vez mais egoístas e pensando individualmente. Temos de entender o ser humano e saber viver com as diversidades religiosas e sociais."

Agora a delegação brasileira retorna ao Brasil, onde começa o processo de treinamentos em Salvador, onde vai encarar o Peru, terça-feira, fechando o ano de partidas da Seleção.

VAVEL Logo