Cruzeiro vence Sport no Mineirão e continua sonhando com vaga no G-4 do Brasileirão
Foto: Washington Alves/Light Press

Cruzeiro e Sport fizeram a bola rolar no Mineirão, na tarde deste domingo (15), em partida válida pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro, com objetivos muito semelhantes. A Raposa e Leão, são concorrentes diretos por uma vaga entre os quatro primeiros da competição, para a disputa da Copa Libertadores da América no próximo ano, porém, a equipe celeste levou a melhor por 3 a 0, com gols de Willians, Durval (contra) e Marcos Vinícius.

Com o resultado, o Cruzeiro subiu duas posições, e ocupa a 8ª posição, com 51 pontos ganhos, enquanto o Sport permanece uma colocação à frente, com 52 pontos. Agora, as duas equipes esperam as outras partidas da rodada, sobretudo, os confrontos de Santos, São Paulo, Ponte Preta e Internacional, para seguirem sonhando com uma vaga na próxima Libertadores.

A Raposa agora tem mais um confronto direto pela vaga, dessa vez, contra o Palmeiras, no próximo sábado (21), às 19h30 (Brasília), no Allianz Arena. Já o Leão, recebe o Atlético-PR, no próximo domingo (22), às 19h30 (Brasília), na Ilha do Retiro.

Cruzeiro começa melhor, mas Sport termina primeira etapa marcando presença no ataque

A escalação de Alisson no ataque do Cruzeiro, surpreendeu à todos que esperavam Leandro Damião, na titularidade. Assim, a primeira etapa foi iniciada com o time da casa tomando as ações, quando Willian recebeu boa bola de Alisson, porém, não finalizou bem e a bola passou ao lado do gol defendido por Danilo Fernandes. Cinco minutos depois, a Raposa chegou mais uma vez, quando a bola sobrou novamente para o "Bigode", porém, Durval cortou o lance imediatamente, afastando o perigo. A partir de então, as duas equipes erraram uma grande quantidade de passes na partida.

Nos 22 minutos da primeira etapa, Alisson invadiu a área pela esquerda, fintou os adversários, e concluiu à gol, porém, a bola desviou e sobrou para Wilian, que não estava atento no lance, mas ainda sim conseguiu descolar um escanteio. Daí pra frente, o Sport tomou todas as ações, a começar com o chute de Renê, desviado de cabeça por André, mas que foi defendido por Fábio, atento no lance. O técnico Falcão ainda teve que substituir Wendel, que deixou o campo com o nariz sangrando, após disputa de bola com o também volante Willians, e em seu lugar, entrou Ronaldo. No final da etapa, em cobrança de escanteio do Leão, o zagueiro celeste, Bruno Rodrigo, quase completa contra o próprio gol. No lance seguinte, foi a vez de Diego Souza assustar Fábio, desviando uma bola perigosa na pequena área.

Pênalti em favor do Cruzeiro desestabiliza Sport

As duas equipes voltaram sem alterações para a segunda etapa, porém, o Cruzeiro mudou a postura, em relação ao primeiro tempo. Logo no primeiro lance, após cruzamento na área do Sport, Oswaldo se complicou e quase marcou gol contra. Cinco minutos depois, Fabrício cruzou na medida para Alisson cabecear, porém Danilo Fernandes executou uma excelente defesa. O Leão não deixou barato e respondeu com Diego Souza, que arriscou de fora da área, obrigando Fábio a espalmar a bola para o lado. Mas Danilo Fernandes apareceu novamente, salvando um chute a queima-roupa do Willian. 

Aos 13 minutos, Marielson Alves da Silva flagrou um toque de mão no braço de Ronaldo, na grande área do Sport, e assinalou pênalti, provocando a ira dos jogadores do Leão. Willians foi para a bola, e cobrou no canto esquerdo, sem chances para Danilo, abrindo o placar para a Raposa. A penalidade mexeu com o psicológico dos nordestinos, quando Willians tentou cruzar e Durval desviou contra o próprio gol, ampliando o placar para o Cruzeiro. Os mineiros ainda desperdiçaram uma chance com Alisson, que passou por Danilo Fernandes, mas acabou mandando a bola por cima da meta.

Mas pouco tempo depois, Marcos Vinícius ganhou de Ronaldo na velocidade, e só completou para o fundo das redes, marcando o terceiro gol celeste na partida. Mais tarde, Leandro Damião recebeu em um rápido contra-golpe, mas Danilo Fernandes saiu do gol, fechando o ângulo do camisa 9. Marquinhos ainda tentou recuperar o lance e completar para o gol, mas Ronaldo acabou salvando. O mesmo Damião desperdiçou mais uma chance, quando Willian deixou o centroavante cara a cara com Danilo Fernandes, mas a defesa do Sport chegou a tempo para fazer o desarme.

VAVEL Logo