Gum 300: os 10 melhores momentos do zagueiro com a camisa do Fluminense
Gum 300: os 10 melhores momentos com a camisa do Fluminense (Foto: Marcello Neves/Editoria de Arte VAVEL)

A trajetória de Gum é marcada por momentos históricos e conturbados. Considerado ídolo por muitos, mas criticado por outros, o zagueiro esteve presente em todos os grandes momentos do Fluminense nos últimos anos. Não à toa, completará a marca de 300 jogos com a camisa tricolor em breve.

Homenageando tal momento, a VAVEL Brasil preparou este especial lembrando (apenas) 10 do vários momentos marcantes que o camisa 3 viveu nesses sete anos em Laranjeiras. Contestado ou não, é impossível discordar que Gum fez história no Fluminense. Relembre conosco!

#10 - Gum, guerreiro... (2009)

O grito de 'Gum, guerreiro' surgiu em 2009, após a semifinal da Copa Sul-Americana contra o Cerro Porteño. Mais específicamente depois da briga no fim do jogo. O zagueiro foi flagrado no meio da confusão defendendo vários companheiros de time. Se a moral com a torcida já estava elevada por ter marcado o gol da classificação, subiu ainda mais após ganhar o apelido de 'Guerreiro'.

#9 - Gum x Argentinos Jrs. (2011)

Se Gum foi apelidado de 'Guerreiro' em 2009, a torcida do Fluminense criou o complemento em 2011: "deu porrada no Escudero". Em outra confusão no fim do jogo, dessa vez na última rodada da fase de grupos da Copa Libertadores, Gum foi fotografado com punho em riste desferindo um soco no rosto do zagueiro Damián Escudero, do Argentino Juniors. O Fluminense se classificou de maneira heroica às oitavas de final e tal foto é lembrada até hoje pelos torcedores.

#8 - Gum x Vasco (2010)

Mariano arranca pela direita, chega à linha de fundo e, cercado por dois, consegue escanteio. Conca cobra, Gum cabeceia para defesa do goleiro, mas não desperdiça o rebote e manda para o fundo das redes. O clássico entre Fluminense e Vasco era o último antes do Maracanã fechar as portas para reforma, e o zagueiro deixou sua marca naquele empate por 2 a 2 que, no fim do campeonato, foi importantíssimo para definição do título brasileiro conquistado pelo Tricolor.

#7 - Gum x São Paulo (2013)

Desta vez a luta era contra o rebaixamento. Fluminense e São Paulo empatavam por 1 a 1 no Maracanã, em jogo válido pela 35ª rodada do Brasileirão 2013. Gum havia recebido cartão amarelo e seria substituído, mas pediu ao treinador para ficar em campo e foi recompensado. Aos 43 minutos, Sobis cobrou escanteio e zagueiro desviou de casquinha para marcar o gol da vitória. O triunfo deu sobrevida ao Tricolor na Série A daquele ano.

#6 - Gum e a fuga do rebaixamento (2009)

Reserva da dupla Luiz Alberto e Edcarlos em 2/3 do Brasileirão 2009, o recém-contratado junto à Ponte Preta Gum veio a surgir no Fluminense pelas mãos de Cuca, na reta final do torneio. Após mudanças no time titular, se tornou o líder do sistema defensivo tricolor tendo Dalton e Digão ao seu lado. A confiança deu certo e foi recompensada com a histórica arrancada contra o rebaixamento daquele ano. Desde então, o zagueiro assumiu de vez a camisa 3 e não largou a condição de titular.

#5 - Gum x Cruzeiro (2009)

Gum teve papel importante na mais épica partida daquela arrancada contra o rebaixamento em 2009. O Fluminense foi para o intervalo perdendo por 2 a 0, fora de casa, para o Cruzeiro. No retorno para o segundo tempo, tratou de sair do Mineirão vencendo por 3 a 2. Fred é reconhecidamente lembrado pelos dois gols que fez naquele jogo, mas vale recordar que foi o zagueiro quem marcou o primeiro para o Tricolor e deu início a virada. Sem dúvidas, entrou para a história!

#4 - Gum x Ponte Preta (2012)

Outro momento marcante e mais um gol decisivo. O Fluminense era líder do Brasileirão 2012 e não queria deixar o Atlético-MG se aproximar na tabela. A partida era em São Januário e a Ponte Preta saiu na frente com Luan. O Tricolor empatou com Fred, mas só veio conseguir a virada aos 42 minutos do segundo tempo com Gum! Wagner cobrou falta da direita e o zagueiro se antecipou ao goleiro para marcar. A vitória deixou o clube mais próximo do título.

#3 - Gum x Cerro Porteño (2009)

O momento #10 deste especial trata-se de Gum ganhando o apelido de 'Guerreiro' devido a briga pós-jogo. Mas também é digno lembrar de sua atuação dentro de campo. Jogando com uma proteção na cabeça por causa de uma cotovelada que recebeu, o zagueiro permaneceu em campo para, aos 43 minutos do segundo tempo, marcar de biquinho o gol que levaria o Fluminense à final da Copa Sul-Americana. Alan ainda faria do virada, mas o momento crucial do jogo partiu dos pés do defensor.

#2 - Campeão Brasileiro em 2010

A arrancada em 2009 foi recompensada com o título em 2010. Conca foi o líder, mas Gum teve a companhia de Leandro Euzébio na defesa campeã brasileira daquele ano. Foi o primeiro título nacional da carreira do zagueiro, o tricampeonato brasileiro do Fluminense e o segundo ano de uma linda história que ainda teriam mais páginas para serem escritas.

Gum fez grande temporada em 2010 (Foto: André Durão)
Gum fez grande temporada em 2010 (Foto: André Durão)

#1 - Campeão Brasileiro em 2012

Melhor defesa do Campeonato Brasileiro de 2012. Tal mérito foi conquistado por Gum ao lado de Leandro Euzébio na zaga. No gol, Diego Cavalieri. Nas laterais, Bruno e Carlinhos. O zagueiro foi indicado ao prêmio 'Melhores do Brasileirão', mas ficou atrás de Leonardo Silva, do Atlético-MG. Para muitos, este foi o melhor ano de Gum com a camisa do Fluminense. O título veio por merecimento.

Ao lado de Fred, Gum levanta a taça do Brasileirão 2012 (Foto: Divulgação)
Ao lado de Fred, Gum levanta a taça do Brasileirão 2012 (Foto: Divulgação)
VAVEL Logo