Tendo a Libertadores como propósito, São Paulo duela com Atlético-MG no Morumbi

Histórias para este clássico é o que não falta. Esta trajetória é contada desde decisões de Campeonato Brasileiro até goleadas marcantes, mostrando a disparidade técnica de cada uma das equipes. São Paulo e Atlético-MG entram em campo nesta quinta-feira (19), às 22h (de Brasília), no Morumbi, na capital paulista, valendo pela 35ª rodada do Brasileirão.

Para o São Paulo, além da rivalidade com a equipe mineira, entra em campo a luta por uma vaga para a disputar a Copa Libertadores da América em 2016. A missão ficou um pouco mais difícil devido a distância criada por Corinthians e Atlético-MG. O Grêmio já encaminhou a vaga, restando ao tricolor brigar pela pré-Libertadores contra o Santos ou, até mesmo, pelo quinto lugar, pois se o Peixe vencer a Copa do Brasil, a quarta vaga será do primeiro fora da zona de classificação para a competição Sul-Americana. Para o tricolor do Morumbi, motivação é o que não falta.

Já para o Atlético-MG, a ideia de ser campeão brasileiro foi jogada para escanteio. O que restou para os mineiros foi cravar o vice-campeonato, que renderia ao clube a cifra de R$ 6 milhões, além da vaga direta para a Libertadores da América. Uma vitória resolveria o problema do Galo, a contar com um tropeço gremista diante do Fluminense. Mais do que isso, é o início da pré-temporada para 2016, onde entram no vestibular alvinegro quem fica e quem vai embora. 

Com Fabuloso de volta e mudanças no time, São Paulo entrará ofensivo em campo

Após a demissão de Doriva depois da derrota para o Cruzeiro no Mineirão, o São Paulo teve de volta ao seu comando Milton Cruz. Dizer que ele precisa de um tempo para conhecer o elenco não é muito recomendável, haja vista que ele vive o tricolor todos os dias, conhece os jogadores e sabe com quem pode contar. Visto isso, o treinador interino soube usar o período sem jogos no Brasileirão para alinhar o time titular.

Milton Cruz trabalhou o elenco e testou algumas possibilidades. Chegou a fechar o time na terça-feira com Alan Kardec e Alexandre Pato formando dupla de ataque. No entanto, com a liberação de Luis Fabiano, que sentia dores na coxa direita, o treinador sacou Kardec e promoveu o Fabuloso a condição de titular. 

Outra mudança foi no meio-campo. Wesley, titular da equipe nos últimos jogos com Doriva, perdeu a posição para o jovem Hudson. No gol, Denis segue em baixo das traves. Rogério Ceni chegou a fazer testes para ver se tinha condições de voltar, mas foi reprovado. 

Querendo a vaga direta para Libertadores, Atlético-MG conta com a vitória no Morumbi

Com chances praticamente inexistentes de chegar ao título brasileiro, o Atlético tem como única meta cravar a vaga na Copa Libertadores da América como vice-campeão brasileiro. O Galo precisa dduas vitórias em quatro jogos para conseguir este feito e o São Paulo passa por este caminho alvinegro.

O técnico Levir Culpi teve tempo para trabalhar a equipe e testar novas formações para a reta final da temporada, além de avaliar o elenco para 2016. Os desfalques do treinador são o zagueiro Leonardo Silva e o lateral-esquerdo Douglas Santos, ambos suspensos pelo terceiro cartão amarelo. 

Para ocupar a vaga dos dois jogadores entram o zagueiro Tiago, que ganha a posição de Leonardo Silva, já que o reserva imediato Edcarlos segue no departamento médico. Na ala esquerda, Levir improvisará Patric. Mesmo tendo Pedro Botelho em condições de jogo, o comandante alvinegro prefere contar com a polivalência do lateral-direito.

Levir Culpi ainda trabalhou a equipe com o volante Eduardo na vaga de Rafael Carioca. O titular poderia ser suspenso pelo STJD devido às reclamações contra a arbitragem no jogo contra a Chapecoense, na última rodada do turno. Carioca foi absolvido, assim como Marcos Rocha, Josué e o diretor de futebol Eduardo Maluf. Com isso, o camisa 5 do Galo volta para a formação iniciar e Eduardo deverá figurar no banco de reservas.

VAVEL Logo