Série C 2015: Vila Nova supera ano difícil e conquista título com sabor de redenção
Foto: Divulgação/Vila Nova

A Série C do Campeonato Brasileiro chegou ao seu fim neste final de semana. O título acabou ficando em posse do Vila Nova, clube que fez por onde obter tal conquista ao fazer um campeonato sólido e incontestável. Superando-se durante o ano, os colorados festejam o retorno à segunda divisão com a segunda conquista na temporada, que tinha tudo para ser uma das piores da história do escrete.

Os colorados não baixaram a cabeça com os dois rebaixamentos do ano passado, para Série B do Campeonato Goiano e para a Série C do Campeonato Brasileiro, acabaram dando a volta por cima e fecham o ano com os títulos dos dois certames para delírio de seu apaixonado torcedor. Confira o especial que a VAVEL Brasil fez sobre o mais novo campeão da terceira divisão do futebol nacional.

Foto: Divulgação/Vila Nova

Planejamento

O ano de 2015 para o Vila Nova não prometia ser dos melhores. Recém-rebaixado da Série B do Campeonato Brasileiro e tendo que disputar a divisão de acesso do Campeonato Goiano, o clube resolveu, depois de muitos anos, seguir um planejamento para tentar retomar os bons momentos no cenário nacional e acabou sendo premiado com dois títulos, sendo este o de mais importância.

A equipe de Goiás conseguiu retornar à elite do futebol goiano sendo campeão na divisão de acesso. A diretoria trocou algumas peças para a Série C e acabou mantendo alguns nomes de suma importância, como o volante capitão Robston e o zagueiro Vinícius Simon. Desta maneira, foi mantendo uma boa base e reforçando em setores que poderiam torna-se vulnerável com a sequência de jogos e a qualidade maior das equipes da Série C.

O colorado não chegou para a disputa da Série C como um dos favoritos, longe disso até. Se apontado como um dos candidatos a ficar com a vaga na segunda divisão, era mais pela força, pois os outros times estavam disputando a elite dos seus campeonatos estaduais e vinham de boas campanhas, como Fortaleza (campeão cearense) e Salgueiro (vice-campeão pernambucano após tirar o Sport nas semifinais).

Vencendo as adversidades e sem fazer grandes alterações no planejamento, os dirigentes do Tigre viram seus torcedores comemorarem o acesso à Série B do Campeonato Brasileiro e festejarem o titulo da Série C, mostrando assim a importância de manter a linha para o próximo ano.

Foto: Divulgação/Vila Nova

Campanha sólida e incontestável

No dia 17 de maio o Vila Nova começou sua jornada no Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro. Jogando nos seus domínios, os goianos souberam fazer valer o mando de campo e acabaram vencendo o confronto pelo placar mínimo. Na partida seguinte, o Tigre acabou sendo derrotado pelo favorito Fortaleza por 3 a 2, em partida realizada no Ceará. A recuperação veio na rodada posterior, quando bateram o Águia de Marabá, fora de casa, por 2 a 1.

O escrete de Goiás conseguiu uma ótima sequência nas 14 primeiras rodadas da competição nacional. Foram apenas duas derrotas (Fortaleza e América-RN)nesse período e isso acabou sendo muito bom para as pretensões, pois outro revés só veio acontecer na 14ª rodada, quando o América-RN venceu, dentro de casa, por 2 a 1, em partida já válida pelo returno do certame.

Foto: Divulgação/Vila Nova

Confirmação da ida ao mata-mata

Diante de uma campanha bastante solida, sem sair, ao lado do Fortaleza, uma vez sequer do G-4 do Grupo A da competição, time goiano não encontrou dificuldades para avançar de fase na competição nacional. A confirmação da ida as quartas de final veio no dia 13 de setembro, quando América-RN e Confiança não venceram seus respectivos jogos e, como havia batido o Botafogo-PB fora de casa um dia antes, o Tigre garantiu-se entre os quatro melhores.

A primeira fase do Vila Nova foi muito boa. Mesmo sem ter obtido o mesmo número de pontos do Fortaleza e ter terminado na terceira colocação, com 33 pontos, o time de Goiás foi bastante regular, sendo uma das melhores defesas da competição e tendo uma ataque que funcionou nos momentos esperados.

Retorno à Série B com superioridade diante da Portuguesa


Enfrentando a tradicional Portuguesa, o Vila Nova chegou as quartas de final com muita força para conseguir a classificação para a Série B do Campeonato Brasileiro. O primeiro jogo foi realizado em Goiás. O Tigre conseguiu fazer valer o fator casa e acabou vencendo os paulista pelo placar mínimo, com o gol sendo marcado pelo volante Ramires aos 24 minutos do segundo tempo, para delírio do torcedor vilanovense, que lotou o Serra Dourada.

No jogo da volta, o estádio do Canindé, em São Paulo, recebeu um ótimo e confiante público. No entanto, a confiança dos adeptos da Lusa foi minada pelos colorados, que mostraram força para vencer o embate por 2 a 1, sem encontrar grandes problemas. O atacante Frontini foi o responsável pelos dois tentos dos goianos ainda no primeiro tempo, enquanto Paulinho descontou no fim da etapa inicial.

O atacante Frontini foi o grande destaque do duelo. Ele fez dois gols no intervalo de três minutos e acabou sendo expulso aos 45 minutos da etapa inicial após uma confusão com o meio-campista Hugo, da Portuguesa, que também recebeu cartão vermelho. Com um jogador a menos para cada lado, o Vila controlou as ações e garantiu o retorno à segunda divisão.

Foto: Divulgação/Vila Nova

Título coroa volta por cima do Tigre goiano

A caminhada para a conquista do título começou mesmo no confronto das semifinais diante do Brasil de Pelotas. Foram dois jogos bastante duros e que acabaram não tendo as redes balançadas. Assim, a disputa ocorreu nos pênaltis, realizados no estádio Serra Dourada, novamente lotado, no estado de Goiás. Os donos da casa lograram êxito ao converter quatro penalidades de sete e o adversário desperdiçar quatro para delírio dos torcedores locais.

A grande decisão da competição nacional ocorreu diante do Londrina, que passou pelo Tupi nas semifinais. O primeiro confronto foi realizado no estádio do Café e os londrinenses mostraram novamente sua força dentro de casa, assim bateram o adversário pelo placar mínimo e construíram uma boa vantagem para o duelo da volta, que aconteceu neste fim de semana.

Na partida deste fim de semana, os dois times estiveram frente e a frente no estádio Serra Dourada, em Goiânia, Goiás. Precisando vencer por dois gols de diferença para ficar com a taça, o Vila Nova começou o embate perdendo, mas conseguiu uma grande virada e garantiu o taça com uma goleada por 4 a 1.

Foto: Divulgação/Vila Nova

Destaque do Vila Nova na Série C 2015

O grade destaque do Vila Nova nesta competição foi o experiente e ídolo Frontini. O centroavante teve participação direta nos momentos mais importantes do clube na busca pelo acesso e acabou sendo fundamental, principalmente, quando marcou os dois gols na partida decisiva diante da Portuguesa, em São Paulo, nas quartas de final.

Nesta Série C do Campeonato Brasileiro, o atacante Frontini esteve presente em 18 jogos e acabou obtendo nove gols. O atleta é ídolo da torcida do Tigre, pois já tem 33 tentos com a camisa colorada. O centroavante também foi de suma importância no último acesso do Vila à Série B, em 2013.

Foto: Divulgação/Vila Nova

Time Base

Edson; Vítor, Vinícius Simon e Gustavo Bastos; Marcelo, Francesco, Ramires, Robston e Marinho Donizete; Moisés e Frontini. Técnico: Márcio Fernandes.

Foto: Divulgação/Vila Nova

Elenco

GOLEIROS: Gabriel; Wagner Bueno e Edson.
LATERAIS: Marinho Donizete, Marcelo, Patrick, Wanderson e Badé.
ZAGUEIROS: Igor, Vinícius Simon, Lucas Cunha, Gustavo Bastos, Vitor, Neylor e Bruno.
VOLANTES: Baiano, Paulo Vitor, Ramires, Francesco, Arthur e Robston.
MEIAS: Zotte, Diego Palhinha, Hugo, Fabinho, Márcio, Osmar, Dudu, Alex Augusto e Paulinho.
ATACANTES: Bruno Lopes, Erminío, Vanilson, Sandrinho, Moisés, Frontini, Matheus Anderson, Caio César, Marcus Vinícius e Antônio Flávio.

Dados do Elenco

Número de jogadores: 40.
Média de idade: 26 anos.

VAVEL Logo