Atlético-MG empata com Goiás que fica próximo do rebaixamento para Série B
Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG

Atlético-MG e Goiás se enfrentaram nesta tarde deste domingo (22), em partida válida pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, na Arena Independência, em situações opostas na competição. O Galo brigava pelo vice-campeonato nacional, enquanto os goianos lutavam contra o temido Z-4, mas as equipes acabaram empatando em 2 a 2, com gols de Luan e Marcos Rocha para o Atlético, enquanto Erik e Bruno Henrique marcaram em favor do esmeraldino.

Com o empate, o Galo atingiu os 66 pontos, quatro à frente do Grêmio, que é o terceiro colocado, porém, o Galo não garantiu de vez a vice-liderança, que poderá vir no confronto direto contra os gaúchos, no próximo final de semana. O Goiás por sua vez, ocupa a 18ª posição e corre sério riscos de ser rebaixado para a série B em 2016.

Polêmica com pênalti anulado marca primeira etapa

Com 73% de posse de bola, o Atlético trocava passes perto da área do Goiás, invertendo o jogo diversas vezes para tentar surpreender a defesa adversária, porém, sem grandes chances reais de gols. A primeira boa oportunidade de gol, aconteceu aos 17 minutos com o cruzamento de Giovanni Augusto para Lucas Pratto, que cabeceou alto, obrigando o goleiro Renan a dar um tapinha na bola por precaução.

Já aos 22 minutos, Luan balançou as redes, após uma disputa de bola dentro da área originado pelo zagueiro Jemerson, que tentou chutar por baixo, o goleiro defendeu e no rebote, o atacante alvinegro acabou marcando de voleio para o Galo. Após tomar o primeiro gol, o Goiás resolveu sair para o jogo em busca do empate, e aos 38 minutos, Leonardo Silva recuou para Victor, que dominou e perdeu o tempo da bola para Bruno Henrique que já vinha dando trabalho para a defesa alvinegra. Com calma, o atacante tocou para Erik dentro da área e empatou o jogo.

Aos 40 minutos, o juiz marcou pênalti para o Goiás, depois que Rafael Foster foi derrubado dentro da área por Marcos Rocha, porém logo em seguida o árbitro auxiliar alertou ao juiz que não havia ocorrido a penalidade, e com essa decisão, o cartão amarelo para o lateral-direito do Galo foi retirado e o pênalti anulado. O jogo esquentou e ficou movimentado até o final do primeiro tempo, com uma bola no travessão cabeceada por Jemerson, aos 44 minutos.

Galo vira, mas deixa Goiás empatar e não alcança a vitória

No começo do segundo tempo, o Goiás voltou com uma postura diferente buscando a vitória e assustando o Atlético, logo aos cinco minutos com Erik. Logo após a ameaça de gol do adversário, Giovanni Augusto perdeu uma incrível chance de gol, no cruzamento de Dátolo. O meia alvinegro pegou fraco na bola e o goleiro Renan fez a defesa.

Mesmo com a reação do Goiás, o Atlético evoluiu no jogo e com Pratto, mandou uma bola no travessão e dois minutos depoi,s mandou a bola na rede com Marcos Rocha, que pegou de primeira, sem chance de defesa para Renan. Dois minutos após a saída de bola, o Goiás foi ao ataque e com Erik, empatou o jogo ao passar por Victor e chutar cruzado pro fundo do barbante.

O decorrer do segundo tempo, o Atlético queimou as três substituições e continuou em busca do gol, assustando o Renan com bolas na área perigosas de Pratto. O Goiás não chegava mais com tanto perigo e parava na defesa alvinegra. O empate não agradou as torcedores que vaiaram o técnico Levir Culpi, ainda sem definição pela renovação de contrato e mostraram indignação com o resultado dentro de casa.

VAVEL Logo