Todos os clubes trocaram de técnico no Brasileirão Série A 2015, exceto o campeão
Todas as equipes trocaram de técnico no Brasileirão Série A 2015, exceto o campeão (Foto: Reprodução/Corinthians)

São 31 trocas de treinador em 36 rodadas de Campeonato Brasileiro. É o recorde desde que o torneio passou a ser disputado em pontos corridos, igualando o Brasileirão 2010. Mas, com a saída de Levir Culpi do Atlético-MG, um fato curioso entra em cena: apenas o campeão brasileiro manteve seu técnico do início ao fim. 

LEIA MAIS: Levir Culpi confirma sua saída do Atlético-MG.

Pelo Corinthians, Tite será o único treinador que esteve comandando o mesmo clube durante todas as 38 rodadas do Brasileirão 2015. Esteve na beira do campo na vitória por 1 a 0 contra o Cruzeiro, na primeira partida do torneio, assim como estará contra o Avaí, na última.

LEIA MAIS: Muita demissão e pouco resultado: vale a pena trocar de treinador?

O número assusta, mas infelizmente não é algo inesperado. A profissão de técnico de futebol no Brasil é rotativa, falha e com cobranças absurdas. As premissas para demissões são sempre iguais: não obtiveram resultado ou perderam o controle do grupo. Resta torcer para que Tite sirva de exemplo em 2016.

COMEÇOU COM
NOME DO TIME
TERMINARÁ COM
Levir Culpi Atlético-MG Diogo Giacomini
Milton Mendes Atlético-PR Cristóvão Borges
Gilson Kleina Avaí Raúl Cabral
Vinicius Eutrópio Chapecoense Guto Ferreira
Tite Corinthians Tite
Marquinhos Santos Coritiba Pachequinho
Marcelo Oliveira Cruzeiro Mano Menezes
Argel Fucks Figueirense Hudson Coutinho
Vanderlei Luxemburgo Flamengo Oswaldo de Oliveira
Ricardo Drubscky Fluminense Eduardo Baptista
Hélio dos Anjos Goiás Danny Sergio
Felipão Grêmio Roger Machado
Diego Aguirre Internacional Argel Fucks
Hemerson Maria Joinville PC Gusmão
Oswaldo de Oliveira Palmeiras Marcelo Oliveira
Guto Ferreira Ponte Preta Felipe Moreira
Marcelo Fernandes Santos Dorival Júnior
Milton Cruz São Paulo* Milton Cruz*
Eduardo Baptista Sport Falcão
Doriva Vasco Jorginho

* São Paulo terminará com o mesmo treinador que começou. Mas, no meio do caminho, Juan Carlos Osorio e Doriva foram contratados e dispensados.

VAVEL Logo