São Paulo bate Figueirense de virada com gols no fim e se consolida no G-4
(Foto: São Paulo / Divulgação)

Na tarde deste sábado (28), o São Paulo recebeu o Figueirense, no estádio do Morumbi, em partida válida pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. A equipe São-paulina venceu o jogo pelo placar de 3 x 2, com gols de Luís Fabiano, Alan Kardec e Thiago Mendes, os dois últimos nos acréscimos e com Clayton e Carlos Alberto marcando para o Figueirense.

Com a vitória, o São Paulo se manteve na 4ª posição com 59 pontos, mantendo-se no G-4 por mais essa rodada, mas ainda mantendo aberta a briga por uma vaga na Libertadores. O Tricolor entra em campo novamente pela última rodada do campeonato contra o Goiás, no Serra Dourada, no domingo dia 6, as 17h.

Enquanto o Figueirense, com este resultado ainda se vê ameaçado pelo rebaixamento. O time está na 16º posição, uma acima da zona da degola, com 40 pontos, dois a menos que o Avaí, primeiro time na zona e pode ainda terminar a rodada entre os quatro últimos. O Figueira entra em campo na últma roada do Brasileirão contra o Fluminense, no domingo às 17h, no Orlando Scarpelli.

Apesar dos gols, erros de passe marcam a primeira parte

A partida começou com o as equipe são-paulina tentando tomar o controle da partida, mas esbarrando na boa marcação do time do Figueirense, que afastava razoavelmente bem o perigo. Mas, aos dez minutos de jogo, a defesa do figueira saiu jogando errado na saída de bola no campo defensivo, Pato roubou a bola, passou para Luís Fabiano que tabelou com Ganso e após se enrolar um pouco, o "Fabuloso" bateu forte para abrir o placar no Morumbi.

O gol desistabilizou um pouco o time do Figueirense, que cometia erros de passes na saída de bola, porém o São Paulo também cometia erros primários e não conseguia aproveitar as falhas do adversário. Apesar das falhas, o time de Miton Cruz era melhor e assustava, aos 19 minutos, quase marcou o segundo gol em cabeçada de Rodrigo Caio na trave, após cruzamento de Pato em cobrança de falta.

Com o forte calor e a vantagem no placar, o São Paulo diminuia o ritmo de jogo e tentava trocar passes no meio-campo, mas errava muito, assim como a equipe do Figueirense, deixando o jogo feio. Até que aos 27 minutos, em lance esquisito pela lado direito, Fabinho passou para Dudu, que levantou a bola para Clayton livre dentro da pequena área, sair de cara pro gol e escolher o lado, sem chances para o goleiro Denis, empatando a partida.

O São Paulo quase ficou novamente em vantagem três minutos depois, com Alexandre Pato cobrando falta perigosa, com a bola tocando na rede pelo lado de fora. Na parte final do primeiro tempo, as equipes não conseguiam se encontrar em campo para criar chances de perigo, encerrando empatado com um gol para cada lado.

São Paulo marca nos acréscimos e garante a vitória no últim lance

No segundo tempo, começou como terminou a etapa inicial, com muitos erros. O time do São Paulo parecia desconexo em campo, sem conseguir fazer uma boa troca de passes, enquanto o Figueirense recuado, também não fazia um bom jogo, deixando a partida muito ruim tecnicamente. Num raro lance bom, aos 11 minutos, Ganso arriscou de fora da área, obrigando Muralha a fazer boa defesa.

Sem assustar muito, o Figueirense tentava mostar que estava no jogo, aos 16 minutos, Dudu deu um voleio estranho dentro da área e na sequência Clayton quase marcou, mas estava em posição de impedimento. A partida se tornara um show de horrores, que iam desde chutões tortos à erros de passes simples, erros esses que ultrapassaram o número de 60 neste jogo, somado entre as equipes.

Sem se encontrar em campo, o São Paulo dava brechas para o Figueirense tentar algumas jogadas e cavar um ou outra falta. Aos 29 minutos, em cobrança de falta em direção a área, Marquinhos ajeita de cabeça e Carlos Alberto acerta um bonito voleio, para marcar um belo gol, virando o jogo para o Figueirense.

O gol sofrido fez o São Paulo tentar arriscar, apesar de não estar bem em campo. Aos 38 minutos, Ganso acertou o trave em chute da entrada da área, que iria no ângulo e no rebote Auro isolou. O time são-paulino ainda tentou forçar uma pressão para buscar ao menos o empate, e nos acréscimos aos 45 minutos e meio, Hudson levantou na área e Alan Kardec marcou de cabeça, empatando a partida para o São Paulo. O jogo ganhou em emoção nos minutos finais, e no últim lance aos 49 minutos, após rebote da zaga, Thiago Mendes bateu de fora da área, para marcar o gol da virada tricolor no último lance da partida.

VAVEL Logo