Martelotte elogia elenco por atuação contra o Vitória e pretende permanecer no Santa Cruz
Antonio Melcop/Santa Cruz

O técnico Marcelo Martelotte concedeu entrevista coletiva após a maiúscula vitória do Santa Cruz sobre o Vitória/BA por 3 a 1 pela 38ª e última rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, resultado que garantiu ao Tricolor o vice-campeonato da competição. O treinador fez inúmeros elogios aos seus comandados após uma das atuações mais convicentes em toda a competição.

Vimos o time jogar mais solto, mas também muito comprometido. Não encararam como uma partida festiva, mas como uma decisão. Considero este um dos nossos melhores jogos na Série B, talvez o melhor, e é muito gratificante terminar desta forma. Mais uma vez o grupo mostrou muito caráter e muita competência. Por isso, a atuação foi tão boa”, falou Martelotte.

Segundo Marcelo, esse comprometimento foi a tônica da equipe durante o campeonato desde que o atual treinador substituiu o ex-técnico Ricardinho, e especialmente nas últimas rodadas. “Primeiro, o fundamental foi a força do grupo. Neste momento de decisão, os atletas tiveram a consciência de que podíamos. Que tínhamos condições de colocar em campo nosso empenho e nossa qualidade. Mantemos a nossa forma de jogar, de encarar os adversários até o último minuto do último jogo. Então eles estão de parabéns. E tudo isto terminou com uma vitória maiúscula”, afirmou.

Além disso, ele já adiantou que as conversas sobre a renovação para 2016 estão bem encaminhadas, e já existe um planejamento dentro do clube para a próxima temporada, inclusive no tocante à renovação do elenco e à contratação de novos atletas. Ressaltou inclusive que espera um ano mais difícil devido à disputa da Série A, uma competição com nível técnico muito mais alto.

Não tenho proposta oficial de ninguém. Algumas pessoas me ligaram, mas sempre falei que a prioridade era o Santa. Quero ter uma conversa aqui primeiro. Espero que esta conversa seja produtiva e que possamos começar logo este planejamento para 2016. Teremos mais dificuldades por estarmos ascendendo à Primeira Divisão, naturalmente. Mas não podemos encarar como o fim do mundo. Temos que nos preparar para encarar estas dificuldades. É cedo para definir quem vai ser contratado e quem permanece no clube. Alguns jogadores valorizaram, receberam propostas. Então não é simples”, finalizou.

VAVEL Logo