Sport mostra força dos torcedores e bate Corinthians em jogo equilibrado
Foto: Genival Fernandes/Especial à VAVEL Brasil

Na tarde deste domingo (29), na Arena Pernambuco, o Sport recebeu o já campeão Corinthians visando minimizar o adeus da briga pela Libertadores. Empurrado pela forte torcida, o Leão venceu o mistão do Timão por 2 a 0, carimbando a faixa. Os gols foram marcados por Matheus Ferraz André.

Com o resultado positivo, os rubro-negros chegam na 6ª posição, indo a 56 pontos ganhos, ainda sonhando com uma das vagas na Copa Sul-Americana. Os alvinegros, por outro lado, seguem com os mesmos 80 pontos, mas isolados e disparados na liderança.

Os times encerram a participação e voltam a campo, pela 38ª rodada do Brasileiro, às 17h (de Brasília) do próximo domingo (6). Enquanto os pernambucanos vão encarar a Ponte Preta no Moisés Lucarelli, em Campinas, os paulistas recebem o desesperado Avaí, na Arena, em Itaquera.

Sport joga melhor e sai em vantagem na Arena

Apesar das equipes entrarem em campo para cumprir tabela, o jogo começou em ritmo acelerado e com boas chances a favor de ambas, mas a forte postura defensiva deixava evidente um maior equilíbrio. Incentivado pela torcida e instigado, o Sport foi quem teve disposição para buscar atacar e levou perigo à meta adversária. André virou garçom e serviu Diego Souza na entrada da área, que bateu cruzado e quase marcou.

Logo depois, André recebeu passe na pequena área e foi derrubado ao dominar, mas o árbitro mandou seguir e nada marcou, deixando o público presente bastante irritado. Em sequência, o camisa 87 evitou a saída da bola pela linha de fundo e tentou finalizar na diagonal, porém a arbitragem alegou o contrário.

Pressionando e melhor em campo, o Leão foi recompensado e abriu o placar. Marlone cobrou escanteio curto para Renê, que levantou com perfeição. Surgindo livre de marcação, Matheus Ferraz testou com força e estufou a rede, motivando ainda mais os torcedores leoninos na Arena Pernambuco.

O bom momento dos rubro-negros seguiu durante grande parte do primeiro tempo, apesar do Corinthians ter tentado nivelar as ações ofensivas. Na reta final, os mandantes voltaram a reclamar de um pênalti não marcado em cima de Marlone, que caiu na pequena área, contudo nada foi assinalado pelo mineiro Ricardo Marques Ribeiro e o marcador seguiu com vantagem para os anfitriões.

Leão marca no fim e confirma triunfo diante da torcida

Para a etapa final, as equipes voltaram com a mesma formação e os mandantes atacando logo no início, mas sem espaço para arrematar, enquanto os visitantes apostaram em sair contra-ataque veloz para surpreender e alcançar o empate. Com cinco minutos, porém, o Sport foi obrigado a realizar uma alteração. Rithely saiu de campo sentindo dores e deu lugar ao jovem Ronaldo.

O bom momento fez o Leão ter atuação mais serena, visando ampliar a vantagem construída e chegou muito perto em duas oportunidades. A primeira veio quando Diego Souza levantou falta na pequena área e Durval, livre de marcação, surgiu para cabecear, mas para defesa tranquila de Walter. Depois, Élber chutou cruzado e André, dando de carrinho, quase completou para o fundo do gol.

Para corrigir os erros cometidos no ataque, Tite alterou buscando dar mais experiência. Vágner Love, apesar de ser um dos artilheiros do Timão no campeonato, pouco apareceu no jogo e deu lugar ao meia-atacante Danilo. Mesmo assim, quem seguiu levando perigo foram os pernambucanos, que quase marcaram pela segunda vez na partida. Élber alçou bola na meia lua e André deixou para Marlone que, de primeira, acertou a trave.

Mirando dar mais velocidade ao embate, os técnicos fizeram uma alteração cada. O corintiano colocou Malcom na vaga que era do meia Rodriguinho, enquanto Falcão optou por dar descanso ao meio-campista Élber, entrando Maikon Leite, e Neto Moura substituindo o volante Wendel.

As modificações não surtiram o efeito esperado por ambos e fez com que o equilíbrio, evidente durante boa parte do duelo, continuasse. Nos minutos finais, Samuel Xavier ainda deixou Maikon Leite na cara do gol, mas o camisa 11 leonino bateu sem força e rasteiro, com o arqueiro alvinegro intervindo sem muitos problemas.

Já próximo aos acréscimos, Danilo cabeceou fraco após bate-rebate, porém Danilo Fernandes fez um verdadeiro milagre e impediu que acontecesse o empate. No contra-golpe, Renê tocou na medida para Marlone, que cruzou pelo chão e André, sem marcadores por perto, empurrou para o fundo do barbante, sacramentando os três pontos.

VAVEL Logo