Ex-Santos, André Zanotta é apresentado como novo diretor-executivo de futebol do Sport
André Zanotta, novo diretor de futebol do Sport (Foto: Williams Aguiar/Sport Recife)

Não demorou muito tempo para o cargo de diretor executivo de futebol do Sport ficar vazio. O clube anunciou, na tarde desta terça-feira (1º), a contratação de André Zanotta para substituir Nei Pandolfo, que aceitou uma proposta para exercer o mesmo trabalho no Bahia.

Os mandatários rubro-negros apostam no trabalho reconhecido do novo executivo de futebol para dar continuidade ao trabalho por trás dos bastidores, que dá resultados positivos dentro de campo. André Zanotta desempenhou as mesmas atividades no Santos entre os anos de 2013 e 2015. Na equipe da Vila Belmiro, o profissional exerceu também os cargos de superintendente e gerente de futebol. Como ponto alto de seu trabalho, ajudou na formação do elenco do time alvinegro, que conquistou o Campeonato Paulista no primeiro semestre da atual temporada.

Zanotta foi apresentado no final da tarde, ao lado do vice-presidente de futebol do Leão da Ilha, Arnaldo Barros. Formado em Direito e com algumas atividades no meio da advocacia, conheceu os atuais dirigentes do Sport. Depois, viajou para a Europa e se especializou em gestão esportiva. Após trabalhar rapidamente no futebol mexicano, desembarcou em Santos, onde exerceu suas atividades na equipe paulista e chegou a trabalhar com Nei Pandolfo.

Vice-presidente do clube, Arnaldo Barros rendeu muitos elogios a Zanotta: “É um companheiro de muito tempo, não é de hoje. Já mantínhamos um relacionamento profissional, mesmo à distância. Agora, houve essa oportunidade, nós procuramos ele e ele nos honrou com o aceite da nossa proposta”, disse o dirigente.

Após as apresentações e honrarias da casa, o novo executivo de futebol do Sport mostrou ter experiência na área, se vangloriou pelo fato de desempenhar a função no Santos debaixo de três administrações diferentes e elogiou a atual direção do clube pernambucano: “Não é fácil no futebol brasileiro [trabalhar com três presidentes diferentes]. São pessoas que querem trazer um profissionalismo que o futebol brasileiro precisa. Quando eu saí do Santos, imaginava voltar a trabalhar com pessoas que tivessem a cabeça voltada a esse pensamento. Por isso, não foi difícil para mim aceitar esse convite”, afirmou.

André Zanotta também deixou claro que não vê necessidade de, no momento, ter uma pessoa que exerça função semelhante no Sport. Para ele, o departamento de futebol da equipe rubro-negra está bem composto: “Não tenho esse perfil de ter jogado. Me enquadro no perfil de outros muitos diretores de futebol atualmente. A princípio, preciso conhecer as pessoas. Tenho ótimas referências, conversei com Nei Pandolfo, sei como o ambiente é bom, dos profissionais que tem aqui. Acho que não vejo necessidade de vir ninguém”, concluiu o novo integrante da cúpula do futebol leonino.

VAVEL Logo