Alexandre Kalil justifica saída da Primeira Liga: "Cinco clubes fizeram um complô contra mim"
Kalil era responsável por resolver questões burocráticas da Primeira Liga (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)

Após anunciar a saída da Primeira Liga pelo Twitter, Alexandre Kalil concedeu entrevista coletiva nesta segunda-feira (21), em Belo Horizonte, para justificar sua decisão. De acordo com o ex-diretor executivo do torneio, houve "conspiração" por parte de cinco clubes, que não foram citados pelo dirigente, pela sua saída da entidade.

"Cinco clubes, que não vou falar quais são, fizeram um complô contra mim. Por isso, estou fora. Conspiração é assim, feita na sombra. Eu fui pego de surpresa. Mas a Liga é de todos nós. Eu torço demais para dar tudo certo", disse Kalil.

O ex-presidente do Atlético-MG descartou veementemente uma volta ao seu antigo cargo na Liga Sul-Minas-Rio, e disse que a competição ficará mais forte após sua saída. Kalil, que era responsável pelas questões burocráticas do torneio, garantiu que haverá direitos de transmissões de TV, e ressaltou a realização da liga, que começará no dia 27 de janeiro.

"A Liga já está aí. É irreversível. A Liga está pronta. A TV vai comprar. É muito melhor passar um Atlético-MG x Flamengo do que Vasco x Cabofriense. Minha saída fortalece muito a Liga. Se não colocarem essa Liga para rodar em 2016, os 15 clubes saem muito desmoralizados", declarou.

Na última quinta-feira (17), dirigentes dos clubes participantes da Primeira Liga se reuniram no Rio de Janeiro, e reafirmaram o compromisso da realização do torneio, que contou com a volta do Cruzeiro. A Raposa havia saído, após o presidente Gilvan de Pinho Tavares declarar em entrevista coletiva, que a participação de sua equipe na liga, não seria rentável.

VAVEL Logo