Volante Edinho relata espanto ao ver lesão de Miller Bolaños: "Foi chocante"
Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Ainda impressionado com a gravidade ocasionada de lance no Gre-Nal 409, o volante Edinho relatou que ficou apavorado quando chegou no vestiário do Grêmio e viu a lesão do companheiro Miller Bolaños: "Ele sentou perto de mim e pensei que fosse só um corte. Mas quando abriu a boca e o doutor foi mexer, estava tudo solto, bastante machucado. Foi chocante".

O volante acrescentou que o grupo ficou chateado e estão todos mobilizados, torcendo pela rápida recuperação do equatoriano: "O Grêmio fez uma p*** força para poder contratar esse jogador. A gente ia contar muito com ele".

No segundo tempo, o camisa 12 gremista fez questão de conversar com o lateral colorado William, autor da dividida que provocou a fratura: "É um dos melhores laterais, tem muito futuro. Falei para ele ter cuidado com o braço, para ele amadurecer. Ele deve ter mais uns 800 jogos na carreira e pode achar alguém que faça a mesma coisa. Quando comecei a jogar, também era afoito e fazia isso".

Na saída do campo, o zagueiro Geromel também reclamou de "maldade" do lateral-direito na disputa: "Clássico é classico, mas não podemos confundir agressividade com maldade. Aquele lance do William foi muito violento"

O presidente gremista, Romildo Bolzan, se manifestou sobre o ocorrido em discurso inflamado: "O Bolaños sofreu um pênalti não marcado, nitidamente. Se observarem bem o que houve no segundo lance, quando o Bolaños teve duas fraturas de mandíbula. Não sabemos o tempo que vai levar de recuperação. O investimento mais caro. Por conta disso, a gente chama atenção das arbitragens. Esse lance sequer foi visto. Se analisar, vocês vão ver o quão criminoso foi o lance, com mão estendida, cotovelo direto no rosto. Por isso que é melhor ter árbitro de fora numa situação dessa natureza"

Visivelmente abalado, o diretor executivo, Rui Costa, foi aos microfones cobrar atitudes do rival Internacional: "O Miller teve duas fraturas. Se pega mais em cima, não sei o que poderia acontecer. Se vocês olharem a imagem é uma atitude criminosa. Desafio a procuradoria do STJD, tem que ficar no mínimo o período que o Miller não praticar.

A mensagem final do dirigente foi pela preservação de Miller Bolaños: "A imagem é irrefutável. Diante do episódio, a informação teria sido dito que criminoso era o Maicon. A gente está esperando um gesto de grandeza, de solidariedade, porque temos um jogador num estado deplorável. Bolaños está irreconhecível. É brincadeira. Vamos respeitar o ser humano Bolaños"

VAVEL Logo