Globo-RN e Bahia falham na pontaria e empatam sem gols
Foto: Divulgação/Bahia

A Copa do Brasil 2016 iniciou nesta noite de quarta-feira (16) para Globo-RN e Bahia, que se enfrentaram no estádio Barretão, em Ceará-Mirim, no Rio Grande do Norte, pela partida de ida da primeira fase da competição. Os dois times não conseguiram apresentar um futebol de boa qualidade ofensiva e acabaram não passando de um empate sem gols.

Com o resultado desta noite, o confronto terá a volta no próximo dia 6 de abril, quando os dois times vão duelar e definir quem passa para a segunda fase, na Arena Fonte Nova, em Salvador, na Bahia. Os tricolores vão precisar da vitória pelo placar mínimo para avançar, enquanto os potiguares jogam por um empate com gols. Uma nova igualdade sem gols levará o embate para a disputa de pênaltis.

Os dois times vão voltar a campo agora no final de semana, quando terão compromissos pelos respectivos campeonatos estaduais. O Globo-RN vai entrar em campo no domingo (20), às 17h00, para fazer um duelo com o Assus, pelo Campeonato Potiguar. No mesmo dia, mas às 16h00, o Bahia vai enfrentar o Bahia de Feira, pelo Campeonato Baiano.

Globo-RN e Bahia fazem etapa de poucas oportunidades e não passam de empate sem gols

O confronto começou com os dois times tentando ir para cima, desta forma foi bem movimentado nos minutos inicias. Apesar disso, as equipes estavam com dificuldades para criar boas oportunidades de gols, que só veio aparecer mesmo aos 21 minutos em favor dos donos casa. Romarinho fez grande jogada pela esquerda, deixou a marcação para trás e bateu cruzado. Marcelo Lomba espalmou e por muito pouco não foi atrapalhado por Éder.

O escrete potiguar continuou em cima na busca pelo balançar das redes. Aos 26 minutos o efetivo Romarinho observou espaços na entrada da área e resolveu chutar forte para grande defesa do goleiro tricolor baiano. Já o Bahia só veio responder mesmo aos 30 minutos, quando Luisinho dominou fora da área, aproveitou o espaço e bateu na bola, com efeito, obrigando o goleiro Rafael a fazer grande intervenção. 

Globo e Bahia não faziam um bom duelo ofensivo, desta forma, os dois goleiros tinham poucas oportunidades de trabalhar. Com o desempenho tão aquém do esperado, ficou impossível do placar ser alterado na etapa inicial. Desta maneira, o primeiro tempo foi mesmo encerrado em um sonolento 0 a 0, que não era nada bom para os donos da casa e os próprios visitantes, uma vez que o confronto da volta não estava sendo eliminado.

Equipes continuam sem poder ofensivo e placar fica zerado

Para o segundo tempo, o técnico Higor César preferiu manter os mesmo jogadores da primeira etapa, diferentemente do técnico Doriva, do Bahia, que promoveu a entrada do atacante Jacó no lugar de Cristiano, buscando um melhor aproveitamento ofensivo. Com a bola rolando, os tricolores voltaram com mais presenta no setor de ataque e tiveram boa oportunidade aos quatro minutos. Rômulo recebeu na intermediária e chutou forte, assustando o goleiro Rafael.

O Bahia foi aumentando a pressão e ganhando mais oportunidades para abrir o placar, como aos 12 minutos. Zé Roberto recebeu na área, girou rápido e bateu cruzado. A bola desviou na defesa e por muito pouco não acertou a trave. Já aos 18 minutos o meia-atacante Juninho protagonizou um lance bizarro ao fazer duas embaixadinhas e, no momento do chute, errar a bola.
 
Apesar da pressão tricolor, o futebol apresentado não estava deixando o técnico Doriva nem um pouco satisfeito. O mesmo acontecia com Higor César, que preferiu tirar o meia-atacante Rivaldo para colocar o atacante Dênis. Já o comandante do Esquadrão de Aço optou por acionar Hugo Freitas no lugar de Zé Roberto. Com o aproximar dos minutos finais, os donos da casa foram mais para o ataque e iniciaram uma pressão.

Mesmo com a presença maior no ataque nos minutos finais, o Globo-RN mostrou pouco poder ofensivo para obrigar o goleiro Marcelo Lomba a fazer defesas difíceis. O Bahia também não conseguiu apresentar um futebol perto do que já foi exibido nesta temporada, com velocidade e qualidade no setor ofensivo. Desta maneira, o empate sem gols foi inevitável.

VAVEL Logo