Cruzeiro admite necessidade de ajustes no elenco e abre possibilidade de contratações
(Foto: Divulgação/Cruzeiro)

Após a demissão do técnico Deivid, em virtude da eliminação do time no Campeonato Mineiro, a diretoria do Cruzeiro fez um balanço do primeiro quadrimestre da temporada. Apesar da campanha invicta da Raposa na fase classificatória do Estadual, mesmo vencendo o arquirrival Atlético-MG, por 1 a 0, o vice-presidente de futebol do clube celeste, Bruno Vicintin, enxergou carências no elenco.

“Nem tudo quando vence está bem. Nem quando perde é tragédia. Nem no clássico achamos que era quinta maravilha do mundo. Vamos buscar melhorar nossas carências. Sabemos que temos carências. Achamos que temos um time competitivo. Mas temos carências para suprir”, disse o dirigente.

Assim, Vicintin admitiu a possibilidade do Cruzeiro ir às compras, em busca de ajustar a equipe para o restante da temporada, quando a Raposa irá disputar, por exemplo, o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil. O vice-presidente de futebol, no entanto, assegurou que a situação financeira do clube permite possíveis investimentos em contratações.

"Hoje, o clube está muito mais saneado e sadio, o que nos deixa com orçamento um pouco melhor, o que nos deixa em condições de fazer investimentos. Temos de sonhar grande. Todo mundo do Cruzeiro tem de pensar grande”, declarou Vicintin.

LEIA MAISDeivid se despede do Cruzeiro após demissão e garante: "Saio de cabeça erguida"

No início da temporada, o Cruzeiro explorou o mercado sul-americano em busca de reforços. Perguntado se poderia utilizar o mesmo esquema ou repatriar jogadores brasileiros no exterior, Vicintin deixou aberta a possibilidade, porém, frisou que este modelo de negócio poderá ser feito a partir do dia 20 de junho. Antes disso, a Raposa tentará buscar jogadores em âmbito nacional.

“Antes do dia 20 de junho, não tem nenhuma verdade. A gente também não fala de nomes. Muitas coisas começam com brincadeira em internet e tomam proporção gigantesca. Antes do dia 20, você não pode repatriar jogador nenhum”, colocou o vice-presidente de futebol.

Substituto de Deivid poderá ser anunciado após término dos Estaduais

A próxima partida do Cruzeiro será no dia 5 de maio, contra o Campinense, pelo jogo de volta da fase classificatória da Copa do Brasil. Apesar da distância da data, o time poderá ser comandado pelo auxiliar técnico de Deivid, Geraldo Delamore. Isso porque a diretoria celeste poderá esperar o término dos Campeonatos Estaduais, para anunciar o novo comandante do Cruzeiro.

“Temos dois tipo de contratação que não decidimos. Se o treinador estiver livre no mercado, será o mais rápido possível. Se for treinador nas finais, temos de esperar um pouco. O [Geraldo] Delamore comanda o time até lá”, explicou Bruno Vicintin.

A lista de treinadores desejados pelo Cruzeiro, inclui os dois finalistas do Campeonato Carioca: Jorginho, pelo lado do Vasco, e Ricardo Gomes, comandante do Botafogo. A diretoria celeste evitou citar nomes, no entanto, admitiu o retrospecto do profissional irá pesar na escolha da Raposa. 

"O Cruzeiro é clube vencedor. Temos de pensar grande e pensar em vitórias. Seja novo ou velho, vamos analisar os últimos trabalhos, nível de times comandados, resultados que conquistou”, concluiu.

VAVEL Logo