Danilinho é detido no CT por oficial de justiça
Foto: Divulgação/Fluminense FC

O meia Danilinho recebeu na última sexta-feira (02) uma intimação judicial por falta de pagamento de pensão alimentícia. A informação foi divulgado pelo portal NETFLU e confirmada pela VAVEL Brasil. O jogador saiu do Centro de Treinamento do clube, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de aneiro, direto para a delegacia e ficou menos de 24h preso.

Procurada pela VAVEL, a assessoria do Fluminense confirmou a história e informou que, no momento da detenção, não podia ter ninguém acompanhando Danilinho em direção à delegacia. Porém, o clube disponibilizou três advogados criminalistas, que o encontraram imediatamente e atuaram de forma rápida para liberação do jogador na mesma noite.

Na lista dos 12 jogadores que receberam férias antecipadas pelo clube, o meia-atacante de 29 anos já passou por outros problemas extracampo. Em 2011, Danilinho foi denunciado por agressão física por Priscila Jiménez, depois de uma briga pelo término do namoro. Em 2012, foi dispensado do Atlético-MG por indisciplina. Em 2013, quando atuava pelo Querétaro, do México, sofreu acusação de estupro e ameaça de morte pela jovem Debanhi Zuazua Rentería.

Em 2013, após as denúncias, o jogador se pronunciou, negando o ocorrido. “A acusação contra minha pessoa me afeta profundamente, motivo pelo qual meu advogado procedeu legalmente contra quem realizou esta falsa acusação. Estou a total disposição para colaborar com a investigação que se realiza e esclarecer por via legal minha inocência”.

Ao chegar no Fluminense, em julho deste ano, Danilinho também negou a fama de jogador indisciplinado. “Estou feliz de voltar ao Brasil, a um time grande como o Fluminense. Venho para ajudar. Grupo jovem. Todos querem ser titular. Muitos falam de indisciplina. Mas isso não é real”, declarou.

VAVEL Logo