Derley exalta presença de jovens da base na despedida do Brasileiro: "Acho positivo dar a oportunidade"
Com vínculo firmado até junho, cabeça de área se diz otimista permanência na equipe (Foto: Antônio Melcop/Santa Cruz)

A situação não é tranquila, pois o rebaixamento foi consolidado há duas rodadas. A montagem do time titular para o confronto diante do São Paulo no próximo domingo (11), no último duelo do Campeonato Brasileiro 2016, complica a cabeça do treinador Adriano Teixeira. E é justamente esse problema que faz o Santa Cruz não ter os 11 ante a equipe paulista definidos.

O mistério inicia no gol, já que Tiago Cardoso possui contrato, todavia optou por não ficar. O reserva imediato seria Edson Kölln, porém não estendeu o vínculo. Com isso, entra o jovem Luiz Miller, de apenas 20 anos e que foi relacionado apenas três vezes. Com o plantel reduzido, por ter somente 15 jogadores, o técnico coral ainda não definiu quem vai a campo.

Os zagueiros Néris e Wellington Silva, tal como o meia Matías Pisano, foram liberados pelo Mais Querido e já entraram no período de férias para a próxima temporada. Com isso, peças como Walter Guimarães, Eduardo, Marcílio, Williams Luz e Anderson Ávila, goleiro do Sub-17, ficam à disposição e integram o profissional já visando 2017.

Zagueiro Walter Guimarães deve ganhar chance de titular junto a Luan Peres (Foto: Antônio Melcop/Santa Cruz)
Zagueiro Walter Guimarães deve ganhar chance de titular junto a Luan Peres (Foto: Antônio Melcop/Santa Cruz)

Em contrapartida, alguns dos atletas que estiveram na goleada sobre o Grêmio, terão a oportunidade de serem opção. Após ter um aditivo no contrato, os laterais-direito Vitor e Léo Moura, e o atacante Bruno Moraes viajam para enfrentar o Soberano no fechamento do certame nacional.

Um dos mais experientes do atual grupo e com vínculo firmado até o meio do próximo ano, o volante Derley enaltece a presença de jovens formados nas categorias de base do clube pernambucano. De acordo com o cabeça de área, a valorização pode trazer reforços para o ano que vem, chamando a responsabilidade para si.

"Acho positivo dar essa oportunidade aos jogadores mais novos, pois é um sonho realizado para eles. É também uma motivação a mais para o ano que vem e, quem sabe, eles possam nos ajudar. Nós passaremos a nossa experiência para esses jogadores mais jovens, porém quero dizer que a responsabilidade não é deles, sim nossa, dos mais experientes. Eu quero que eles joguem com felicidade e desfrutem, pois o sonho desses jogadores é jogar uma Série A", declarou o marcador.

VAVEL Logo