Argel Fucks revela proposta de outro clube e espera eleições no Vitória para definir futuro
Foto: Francisco Galvão/EC Vitória

O objetivo foi alcançado. Após várias rodadas brigando na parte de baixo da tabela, o Vitória, mesmo perdendo para o campeão Palmeiras neste domingo (11), escapou do rebaixamento na última rodada do Brasileirão com o empate do Internacional diante do Fluminense. O time entrará de férias ainda nesta semana e o time trabalhará para o ano de 2017.

Um dos responsáveis pela permanência do clube baiano na elite do futebol nacional, o técnico Argel Fucks comentou sobre seu futuro para o ano que vem. Como nesta quarta-feira terá as eleições para o novo presidente do clube, o comandante aguardará para definir seu novo projeto. Argel falou até em novo clube.

“Olha, agora o Vitória vai passar pelo processo eleitoral e o pensamento é de descansar. Eu tenho uma proposta de outro lugar, mas a prioridade é do clube que eu trabalho. Eu não me envolvo em política e vamos esperar as coisas acontecerem naturalmente, tranquilo. O que mais quero é descansar porque esse ano foi muito duro para mim, desgastante. Trabalhei em dois clubes e por coincidência os dois caíram; um foi o Internacional que fui demitido e o outro foi o Figueirense que pedi demissão. Nesse momento quero descansar, deixar as coisas acontecerem normalmente. Tive uma conversa com o presidente, existe a possibilidade, mas vamos deixar as coisas acontecerem para ter o processo eleitoral e a gente senta, conversa, para acertar algo”, comentou Argel.

Além de 2017, Fucks detalhou sua sina de salvar equipes do rebaixamento. Quando chegou na metade de 2016, o Vitória estava na 18° colocação, melhorou a equipe em duas posições, o suficiente para o desejo de seus superiores.

“Campeonato Brasileiro é um torneio difícil, e quando viemos para o Vitória já sabíamos do desafio. Mas já estamos calejados na Série A e virando uma espécie de especialista em salvar times. Foi assim com o Criciuma em 2013, o Figueirense em 2014 e agora o Vitória. Pegamos o Vitória na 18ª posição, em um torneio difícil, duro, como é o Brasileiro. Mas o mais importante é que todos compraram a ideia de permanecer na Série A. O importante é isso: pegamos o time na Série B e o deixamos na Série A”, encerrou.

VAVEL Logo