Em decisão bilateral, André Zanotta não é mais executivo de futebol do Sport
Diretor chegou ainda em 2015, depois da saída de Nei Pandolfo (Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife)

O Sport, em termos gerais, não fez um bom 2016. Foi vice-campeão do Pernambucano para o Santa Cruz, eliminado pelo Campinense na Copa do Nordeste ainda na semifinal, derrotado na Copa do Brasil e pelo próprio Santa na Sulamericana, além da luta até o fim contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro 2016.

Uma das principais críticas ao departamento de futebol, estava representada na figura de seu executivo de futebol, André Zanotta, contestado por contratações ruins e por fazer contratos longos com jogadores que estiveram longe de cumpri-los totalmente por baixo desempenho técnico. Entre elas, está a contratação do lateral Auro, junto ao São Paulo, quando o mesmo, por força de regulamento não poderia atuar pelo Sport. O jogador não passou uma semana em território pernambucano.

Não deu outra, em decisão bilateral, o clube e Zanotta acertaram a decisão de rescindir o contrato do mesmo. O Sport soltou a seguinte nota oficial em seu site para explicar a decisão:

"O Sport Club do Recife comunica que, em comum acordo, decidiu não renovar o contrato com o diretor de futebol, André Zanotta, para a próxima temporada. A direção gostaria de agradecer ao profissional por toda a dedicação junto ao Clube, comissão técnica e jogadores. Registramos a nossa admiração pelo executivo e desejamos que siga trilhando um caminho vitorioso."

Serginho foi um dos mais contestados pela torcida rubro-negra. (Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife)
Serginho foi um dos mais contestados pela torcida rubro-negra. (Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife)

Também em nota oficial, o agora ex-executivo agradeceu ao clube: "Gostaria de agradecer à comissão técnica e equipe de apoio do futebol por todos os momentos vividos juntos e a absoluta dedicação que tiveram esse ano. Saio com a cabeça erguida e na certeza de sempre ter buscado o melhor para o clube. Ficarei na torcida para que o Leão possa continuar trilhando seu caminho de vitórias". Com a saída dele, o Sport espera o resultado da sua eleição, que ocorrerá nessa sexta-feira (16), para definir os rumos do futebol para 2017.

Outras contratações contestadas: Christianno, Maicon, Johnathan Goiano e Luís Gustavo, que saíram após a eliminação para a Aparecidense; Serginho, volante que saiu antes mesmo do fim do brasileiro e Mansur, que pouco atuou durante o tempo em que esteve no clube.

VAVEL Logo