Sinalizando reformulação, Sport não deve renovar com meia Gabriel Xavier e outros oito jogadores
A saída do lateral Apodi não era esperada. (Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife)

Apesar de ter se livrado do rebaixamento para a Série B, os resultados do Sport na temporada estiveram longe de ser satisfatórios. O vice-campeonato pernambucano, as eliminações seguidas para Campinense (Copa do Nordeste), Aparecidense (Copa do Brasil) e Santa Cruz (Sulamericana), foram motivos suficientes para a nova diretoria de futebol leonina demonstrar insatisfação com o nivél técnico do atual elenco. E a lista formada por Gustavo Dubeux (vice-presidente de futebol), Augusto Carreras e Guilherme Beltrão é grande.

Os primeiros a deixarem o time rubro-negro devem ser alguns dos que encerram o contrato no fim do ano. Os nomes são: Luiz Carlos (goleiro); Apodi (lateral-direito); Luís Gustavo (zagueiro); Rodrigo Mancha (volante); Paulo Roberto (volante); Gabriel Xavier (meia); Edmilson (atacante); Vinícius Araújo (atacante); Ruiz (atacante). Outros, que não terminam o contrato ao final de 2016, mas também não devem ficar, são o lateral-esquerdo Mansur e o atacante Túlio de Melo (esse deve ser emprestado para a Chapecoense).

Mancha, pouco atuou e não deixará saudades. (Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife)
Mancha, pouco atuou e não deixará saudades. (Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife)


Detalhes sobre alguns dos prováveis dispensados:

Rodrigo Mancha está no Sport desde 2014, mas pouco atuou na temporada; Luiz Carlos, terceiro goleiro que só disputou um jogo, a eliminação contra a Aparecidense; Luís Gustavo, que só foi aproveitado na Copa do Nordeste; Paulo Roberto, que foi mal tecnicamente quando jogou; Gabriel Xavier, meia que na maior parte do tempo no banco e demonstrou desempenho abaixo do esperado; Edmilson, Vinicius Araújo e Ruiz, atacantes muito criticados pela torcida leonina por conta da baixa produção ofensiva dos três, e o mais surpreendente deles, Apodi, de quem se esperava a continuidade pra 2017.

Outro que deve sair do clube, mas por um motivo diferente é o atacante costa-riquenho Rodney Wallace. O caso dele é bem específico. Sua esposa, que é norte-americana não teria se adaptado a cidade pernambucana, fazendo com que a permanência dele no Sport se tornasse inviável.
 

VAVEL Logo