Hudson exalta oportunidade de atuar no Cruzeiro e manda recado à torcida: "Luto até o final"
Hudson disputou 49 jogos pelo São Paulo em 2016 e um gol (Foto: Érico Leonan/ SPFC)

O Cruzeiro anunciou, no início da tarde desta quinta-feira (22), o volante Hudson como terceiro reforço da próxima temporada. O jogador, de 28 anos, chega via empréstimo, válido por uma temporada, através de uma troca feita com o São Paulo envolvendo o atacante Neilton. Ambos tiveram os passes fixados após o término dos contratos.

Natural de Juiz de Fora, Hudson chega ao Cruzeiro para realizar um sonho de infância. O jogador exaltou a oportunidade de vestir a camisa do Cruzeiro, na qual classificou como "gloriosa" e garantiu estar ciente da responsabilidade. O volante ainda ressaltou a confiança no trabalho do técnico Mano Menezes. Agora, resta a o atleta a ansiedade de poder estrear na equipe celeste.

“Confesso que, quando soube do interesse do Cruzeiro e da possibilidade de trabalhar com o Mano Menezes, fiquei ansioso para que as coisas se acertassem logo para vestir essa camisa gloriosa. Como bom mineiro, sei da grandeza do Cruzeiro. Cresci admirando e querendo muito um dia jogar neste Clube. Sei o quanto o Clube representa e sei também do tamanho do meu desafio”, disse Hudson ao site oficial do Cruzeiro.

Os números de Hudson são favoráveis. O volante teve a melhor média de desarmes no Campeonato Brasileiro deste ano. Em 19 partidas, roubou a bola dos adversários 80 vezes, uma média de 4,2 por partida. O jogador também teve alto número de passes certos, chegando a marca de 40 por partida. Agora, o atleta quer manter os bons números, paralelamente, escrevendo sua história nas "páginas imortais" do Cruzeiro.

“Espero que seja uma história que eu possa construir na minha vida. Entre os diversos planos que sempre sonhei desde pequeno, jogar no Cruzeiro era um deles. Hoje, tenho essa oportunidade e isso representa muito para mim. Sei que a torcida cobra, mas também apoia muito. Tenho ciência da responsabilidade. Chego ao Clube com um imenso prazer e muita vontade de fazer um grande trabalho para poder conquistar o torcedor cruzeirense”, declarou o volante.

Uma das características marcantes de Hudson, é a raça em campo. Um guerreiro dentro das quatro linhas. É assim que o volante se apresenta para a torcida celeste. E foi assim que o atleta conquistou a braçadeira de capitão no São Paulo. Desta forma, o jogador chega ao Cruzeiro com predicados suficientes para brigar pela titulardade.

“A torcida pode esperar um guerreiro dentro de campo. Sou um cara que não desiste das jogadas. Luto até o final. Sou bem aguerrido, gosto de motivar os companheiros. Até por essas características, tive oportunidade de ser capitão no São Paulo. Quando tenho liberdade de chegar à frente, consigo construir algumas jogadas e belisco alguns gols às vezes”, concluiu.

Hudson deverá desembarcar em Belo Horizonte nos próximos dias. O jogador, atualmente, passa férias em Angra dos Reis/RJ.

VAVEL Logo