Guia VAVEL do Paulistão 2017: Corinthians

Começa aqui uma nova temporada na linha tênue entre a possível redenção e o fracasso do Sport Club Corinthians Paulista.

Após um fim de ano conturbado nos bastidores do clube, com desentendimentos entre diretoria, marketing e departamento de futebol, além de uma amarga sétima colocação no Campeonato Brasileiro e a ausência de uma vaga para a Libertadores deste ano, a perspectiva de um 2017 melhor para o clube do Parque São Jorge não é das mais elevadas.

Com o caixa baixo para reforçar o elenco esse ano, o Timão esforçou-se ao máximo para exercer a política de contratar com qualidade ao menor custo possível. Para começar, demitiu Oswaldo de Oliveira após nove jogos no comando da equipe, colocando em seu lugar o auxiliar técnico Fábio Carille, agora no posto de treinador. Vendeu também atletas que não vinham sendo aproveitados ou não rediam o esperado, como os atacantes Gustavo, Lucca e Rildo; o lateral Uendel e o goleiro Douglas Friedrich, e para fortalecer o elenco antes do início da termporada, retornaram de empréstimo Maycon, Alan Mineiro, Mendoza e Moisés.

Foram feitas também as típicas contratações de início de ano que não ficam muito claras para o torcedor quanto a sua necessidade, como a chegada de Fellipe Bastos, Gabriel, Paulo Roberto, todos volantes, posição saturada dentro do clube há muitas temporadas. Por outro lado, chegaram à capital paulista jogadores como Pablo (zagueiro, função com a qual o clube sofreu no último ano, sem conseguir formar uma defesa consistente), os avançados Kazim e Jô, o meia Luidy e Jadson, que retornou da China após uma única temporada, reacendendo um pouco da esperança corinthiana que havia se apagado.

O último Campeonato Paulista

O desempenho do alvinegro no Paulistão de 2016 parece ter sido um acontecimento a parte no último ano. Com a melhor campanha na primeira fase da competição, o Corinthians somou um total de 11 vitórias, assumindo a primeira colocação para a etapa seguinte, quando enfrentou o Red Bull Brasil na Arena Corinthians pelas quartas-de-final, vencendo por 4 a 0.

A elasticidade do placar empolgou ainda mais a torcida corinthiana, que novamente lotou o estádio para acompanhar o jogo contra o Audax na semana seguinte, pelas semifinais da competição. O resultado, no entanto, foi um prenúncio do declínio que a equipe sofreria ao longo dos meses seguintes. Após empatar em casa por 2 a 2 com o time visitante, o Corinthians foi derrotado nos pênaltis ao acertar uma única cobrança, e ficou de fora da grande final, onde encontraria o rival Santos.

Jadson, a grande esperança para a temporada

Na brilhante campanha construída no Campeonato Brasileiro de 2015, quando sagrou-se hexacampeão nacional, o Corinthians teve dois grandes destaques, além do excepcional Tite, que há muito já tinha seu trabalho reconhecido, tanto dentro quanto fora do clube: Renato Augusto e Jadson. Ao se tornarem a dupla dos sonhos de qualquer equipe do país, os meias foram responsáveis pelo alta mobilidade da equipe em campo, aléem de serem autores de jogadas excepcionais das quais nasceram grande parte dos gols do alvinegro na temporada. 

Peças fundamentais para o funcionamento do esquema proposto por Tite até então, ao fim daquele mesmo ano, ambos fizeram parte do grande desmanche promovido graças ao título, e foram negociados com diferentes clubes chineses. Jadson porém, pelo excesso de jogadores estrangeiros que haviam sido contratados pelo Tianjin Quanjian, apesar de seu alto salário, optou em janeiro por rescindir seu contrato e retornar ao Brasil.

E como não poderia ser diferente, o Corinthians foi o primeiro a demonstrar interesse em repatriar o jogador.

Após entrarem em acordo na última terça-feira (31), Jadson voltou a ser jogador do Corinthians, com contrato válido por dois anos, alimentando aquela conhecida pontinha de esperança no coração da torcida. Artilheiro em sua última participação no Brasileirão, espera-se que o meia exerça posição de liderança em um elenco pouco entrosada, utilizando sua experiência em prol de unir o elenco, e seu talento para levar a equipe a conquistas ao longo deste ano.

VAVEL Logo