Sport empata com Salgueiro em partida movimentada
(Foto: Williams Aguiar / Sport)

Fechando a 2ª rodada do Hexagonal do Titulo do Campeonato Pernambucano 2017, Sport e Salgueiro, se enfrentaram hoje à noite (2), no Cornélio de Barros em Salgueiro. Apesar da grande quantidade de jogadores poupados, o time rubro-negro fez bom jogo, principalmente na segunda etapa, mas acabou empatando sem gols, o que não foi considerado ruim, devido ao estado do gramado e do díficil adversário enfrentado.

Após esse resultado, o Sport segue na liderança do estadual, empatado com o Náutico no número de pontos, mas com vantagem no saldo de gols. O time rubro-negro agora viaja para enfrentar o Juazeirense pela Copa do Nordeste, dessa vez com o time titular em campo.

Os primeiros minutos do Sport foram fracos, muito pela falta de entrosamento da equipe e pela adoção de um novo esquema por parte do técnico Daniel Paulista. Por parte do Salgueiro, o grande problema era a dificuldade na saída de bola, que era marcada de perto pelos atacantes rubro-negros. A equipe leonina não conseguia pressionar, o jogo era de baixa qualidade técnica e só aos 15, a primeira oportunidade, Marquinhos recebeu boa bola na entrada da área e bateu de primeira com o bico da chuteira. A bola saiu por cima, assustando o goleiro Mondragon

Marquinhos continuava sendo o jogador mais perigoso em campo e em lance confuso na área, Raul Prata cruzou, a bola desviou em Daniel, quicou e enganou o goleiro Mondragon, o atacante rubro-negro pegou a bola e não teve dúvidas, mandou de primeira e a bola bateu na trave, para sorte da equipe sertaneja.

O Carcará, a partir desse lance, acordou na partida e respondeu rápido. Valdeir, o melhor em campo pelo Salgueiro, enfiou boa bola para Willian Lira, que frente a frente com Agenor, preferiu driblar o goleiro do Sport e conseguiu, mas ficou sem ângulo pra chutar e acabou cruzando para ninguém, desperdiçando boa chance no sertão pernambucano.

Aos 32’, nova chance do Salgueiro, que continuava aproveitando a má atuação dos volantes leoninos. Valdeir, sempre perigoso, chutou de longe e a bola tirou tinta da trave de Agenor, que só tirou com os olhos, finalizando o equilibrado primeiro tempo com um pouco de vantagem para o Salgueiro, apesar do empate.

O segundo tempo voltou com a mesma tônica , mesmo com a mudança e Daniel Paulista, ao colocar o volante Fabrício no lugar do zagueiro Adryelson, desfazendo o esquema com 3 zagueiros e voltando para a formação habitual do time rubro-negro. O Sport era um pouco melhor, mas ainda assim não levava perigo

Aos 14’ finalmente a primeira oportunidade, Paulo Henrique, apagado na primeira etapa, foi acionado na área e ficou de frente pro gol, Mondragon saiu bem, tirando o ângulo do atacante, que bateu para fora. O Sport continuou aproveitando o bom momento e logo depois, Thallyson pegou bola na área e chutou forte. Goleiro do carcará fez milagre, evitando gol do jovem meio-campista. 

O Salgueiro não conseguia sair pro jogo, devido a forte marcação que o Sport exercia sobre Valdeir. Por isso, a resposta do time sertanejo só veio aos 28’ em bola parada. Dadá bateu escanteio certeiro na cabeça de Rogério Paraíba, que testou bonito em bola que bateu na rede pelo lado de fora, na única oportunidade real do time nos 45 minutos finais.

Fábio, que entrou no segundo tempo, mostrou que não queria perder a oportunidade dada e mostrou bastante disposição, aparecendo para o jogo. Foi assim que ele roubou a bola no meio-campo e partiu pra cima, mandando bela bola para Marquinhos, que chutou pro gol, exigindo mais uma vez bom trabalho de Mondragon. O Sport ainda teve boa chance com Lenis, mas o goleiro do Carcará estava em uma boa noite e garantiu o empate, que pelas circunstâncias, acabou sendo benéfico para o Salgueiro.

VAVEL Logo