Daniel fica feliz com oportunidade dada a base contra o Belo Jardim: "Extremamente satisfeito"
Técnico rubro-negro fez todas as alterações para dar oportunidade a mais jogadores (Foto: Williams Aguiar / Sport Club do Recife)

Desde o ínicio do jogo contra o Belo Jardim, a impressão de quem acompanhava o jogo do Sport era que a vitória viria a qualquer momento, mesmo atuando com os reservas. E foi isso que aconteceu. Apesar da vitória por apenas um gol de Paulo Henrique, o Sport criou e desperdiçou muitas chances e contou com boa atuação dos garotos da base do Leão.

O técnico Daniel Paulista, em coletiva após o jogo, não escondeu a felicidade em ver os garotos rubro-negros atuarem bem. Ele inclusive, destacou a importância de dar oportunidades para esses jogadores mais jovens. A oportunidade faz parte, inclusive do planejamento da comissão técnica leonina.

“Uma convocação de 21 jogadores, 15 deles formados dentro do clube, cinco como titulares e terminamos o jogo com seis deles atuando, fazendo um jogo que pode não ter sido um primor de jogo, mas foi um jogo disputado, valente, o Sport foi pra cima. Em certos momentos, a equipe do Belo Jardim ficou apenas no seu campo defensivo. Poderíamos até ter feito um placar mais elástico, mais saio daqui extremamente satisfeito pela oportunidade dada a todos e pelo futebol que foi apresentado”, ressaltou o comandante rubro-negro.

A atuação do Sport, inclusive, pode ser dividida entre dois momentos bem claros. Enquanto que no primeiro tempo, o Sport teve chances, mas tinha dificuldades pela falta de entrosamento, no segundo, conseguiu controlar o jogo e tocar mais a bola, criando até mais chances e fazendo com que o Calango oferecesse ainda menos perigo. Daniel falou sobre isso.

“Não houve alteração nenhuma, foi insistência mesmo. Acho que no primeiro tempo, o Belo Jardim conseguiu em determinados momentos bloquear nosso sistema ofensivo, mas as oportunidades foram criadas. A situação que eu pedi mais no intervalo foi que a gente arriscasse mais o chute, nós chutamos muito pouco, apesar de termos o domínio das ações, mas faltou aquele lance final, aquela finalização com qualidade para que a gente pudesse sair com o placar já aberto na primeira etapa”, explicou.

Uma reclamação feita pelo técnico foi a falta de tempo para trabalhar com o time: “Não é fácil você trabalhar com garotos da base, dar oportunidades. Nós não temos tempo para trabalhar esse time e tivemos somente dois treinamentos. Diante de todas essas circunstâncias, do futebol apresentado, eu saio extremamente satisfeito”, destacou.

VAVEL Logo