Elenco do Palmeiras mostra força  em sequência positiva de clássicos e Libertadores
Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

O Verdão enfrentou neste mês a sequência de jogos mais difícil até agora e talvez do ano inteiro. Foram dois clássicos e duas partidas de Libertadores. Atlético Tucumán, São Paulo, Jorge Wilstermann e Santos. Era previsto uma parada dura para Eduardo Baptista e seus comandados.

Mas, a principal força do Palmeiras na temporada apareceu: o elenco. Nestes quatro jogos, vinte jogadores foram utilizados pelo técnico palmeirense. Entre suspensões (Vitor Hugo) e lesões (Tchê Tchê), praticamente dois times inteiros foram a campo.

Foram eles: Fernando Prass; Fabiano, Jean, Egídio e Zé Roberto; Dracena, Mina, Vitor Hugo e Antônio Carlos; Thiago Santos, Felipe Melo, Michel Bastos, Guerra, Tchê Tchê; Dudu, Keno, Willian, Borja e Róger Guedes. Essa é por enquanto a espinha dorsal do elenco palmeirense. Os jogadores fora dela tendem a atuar menos no começo desta temporada.

Porém, como o Verdão já está classificado no Paulista, esses três últimos jogos na competição servirão para Baptista dar o entrosamento final na equipe e para que jogadores pouco utilizados tenham suas chances. Por exemplo, Raphael Veiga, meia que fez uma ótima pré-temporada, já deve começar como titular na partida desta quarta-feira contra o Mirassol, no Allianz Parque

Outro fator importante de se destacar no começo da atual temporada é artilharia do Verdão. No momento, ela está por conta de Willian, que tem três gols e é tratado como novo talismã. Porém, o que impressiona nos 24 gols marcados é a quantidade de jogadores que fizeram os gols: 10. Dudu, Borja, Keno, Róger Guedes, Raphael Veiga, Michel Bastos e Tchê Tchê com dois gols. Mina, Guerra e Vitinho com um cada.

O Palmeiras tem aproveitado o poder total do seu banco de reservas recheados de bons jogadores e vem fazendo uma excelente campanha até aqui, estando em primeiro na classificação geral do Paulista e em primeiro no grupo da Libertadores.

VAVEL Logo