Com gol curioso, Sport bate Central e espera Clássico das Emoções para definir semifinais
Foto: Genival Fernandes/Especial à VAVEL Brasil

Apesar de já estarem com situações definidas no Hexagonal do Título, Central Sport se enfrentaram na tarde deste domingo (9) no Arruda, em Recife. Buscando apenas confirmar a colocação para confirmar seu adversário na semifinal, o Leão derrotou a Patativa por 3 a 1, com gols marcados por JuninhoLeandro Pereira LenisGabriel descontou.

Com esse resultado positivo, os rubro-negros chegam à vice-liderança e 17 pontos ganhos, no entanto serão ultrapassados por Santa Cruz ou Náutico, que duelam na segunda-feira (10), fechando o Hexagonal. Já o alvinegro caruaruense, por outro lado, encerra na 6ª e última posição, somando apenas quatro pontos.

Os leoninos viram a chave e voltam a campo agora no meio de semana pela Copa do Brasil. Em partida pela 4ª fase, a equipe recebe o Joinville na Ilha do Retiro na quarta-feira (12), às 21h45, ainda pelo jogo de ida, enquanto que os centralinos só irão atuar na Série D, marcada para ter início no meio do mês de maio.

Times pecam na finalização e saem zerados

Apesar de já estarem com situação resolvida, as equipes começaram o jogo de maneira truncada e sem muita criatividade no ataque. Mesmo assim, foram os rubro-negros que tiveram maior posse de bola, ainda que não conseguissem concluir com sucesso. Tirando proveito disso, o Sport criou a primeira boa oportunidade no setor ofensivo, após Paulo Henrique lançar em profundidade para Leandro Pereira chutar fraco.

Nem mesmo a superioridade fez que os leoninos sobrassem dentro de campo, já que o Central conseguiu mostrar boa postura e seguraram o adversário. Tentando sair na zona ofensiva, a Patativa aproveitou bola parada para levar perigo pela primeira vez. Em falta de longe, Altemar mandou uma bomba e Agenor afastou para escanteio, impedindo que fosse surpreendido.

Leão e Patativa pecam na finalização e ficam no zero (Foto: Genival Fernandes/Especial à VAVEL Brasil)
Leão e Patativa pecam na finalização e ficam no zero (Foto: Genival Fernandes/Especial à VAVEL Brasil)

Tentando mostrar que tinha vantagem na qualidade do elenco, o Leão seguiu procurando alternativas e foi para cima. Depois de lançamento pela direita, Paulo Henrique deixou de calcanhar e para Leandro, que ganhou da marcação na velocidade e arrancou em liberdade, batendo firme para defesa de Denis.

Sem demonstrar apatia nas quatro linhas, os caruaruenses assustaram novamente, mas sem êxito. Azul ficou com a sobra na entrada da área e emendou uma finalização forte de primeira, porém direto para fora e sem conseguir acertar a barra. Sem efetividade no arremate, os times não aproveitaram bem os lances e foram ao intervalo zerados.

Leão marca gol curioso e sai vitorioso no fim

Afim de corrigir os erros da primeira etapa, Ney Franco promoveu uma mudança no Sport, que pouco criou. O volante Thallyson, praticamente inoperante, saiu para a entrada do meia-atacante Juninho, visando dar velocidade à equipe. Ainda assim, o Leão teve a primeira oportunidade quando Raul Prata cruzou na pequena área e Leandro cabeceou para a defesa de Denis.

Pouco depois, entretanto, o melhor lance - até o momento do jogo - foi criado também pelos rubro-negros. Lenis finalizou fraco da entrada da área e, mesmo assim, o goleiro centralino não segurou a bola e quase a deixou entrar debaixo das pernas, evitando que passasse pela linha de gol.

Mantendo a pressão no setor ofensivo, sem dar fôlego para o Central, os visitantes tiveram uma nova chance de assustar o adversário. Após as entradas dos jovens Índio Vinícius, Raul levantou com perfeição e Lenis testou firme para intervenção do camisa 1, mas cometeu falta no lateral-direito e a jogada foi corretamente impugnada.

Times voltam mais ligados e marcam um gol cada (Foto: Genival Fernandes/Especial à VAVEL Brasil)
Times voltam mais ligados e marcam um gol cada (Foto: Genival Fernandes/Especial à VAVEL Brasil)

Quando tudo parecia se caminhar para um empate sem gols e emoção no Arruda, os leoninos saíram em vantagem no placar. Ronaldo lançou na pequena área, Leandro sofreu falta e a bola sobrou com Juninho. A marcação deixou o atleta sozinho e, em lance curioso, teve o trabalho de apenas mandar para dentro da meta.

Em sequência, no entanto, o resultado voltou a ficar igualado. Altemar levantou falta na área, os defensores falharam e a pelota caiu no pé do meia Gabriel. Sem ninguém por perto, o meio-campista dos alvinegros emendou de primeira e estufou o barbante, sem dar chances a Agenor de fazer a intervenção.

Nos minutos finais, entretanto, o Sport sacramentou o triunfo ao fazer dois gols. O primeiro foi de Leandro, que foi servido por Lenis e chutou cruzado, tirando do alcance do goleiro, fazendo a festa dos pouco mais de 600 torcedores presentes. Já nos acréscimos, Vinícius foi derrubado na pequena área e Lenis, com segurança, bateu o pênalti e tampou o caixão.

Reservas do Carcará derrotam já eliminado Calango

Já garantido na liderança e com situação mais tranquila, o Salgueiro se mostrou seguro dentro de campo e foi com os reservas. Ainda assim, o Carcará não abdicou da partida e levou a melhor sobre o Belo Jardim, que estava eliminado, e derrotou por 3 a 1, com gols de Álvaro, Vitor Caicó e ValdeirRobervânio descontou.

Carcará já tinha a liderança assegurada no Hexagonal (Foto: Laetson Silva/Especial à VAVEL Brasil)
Carcará já tinha a liderança assegurada do Hexagonal (Foto: Laetson Silva/Especial à VAVEL Brasil)

Com a vitória, os sertanejos chegam a 23 pontos dos 30 disputados, se isolando no topo do Hexagonal. O Calango, por sua vez, não podia ser ultrapassado pelo lanterna Central e fica na 5ª colocação, somando só cinco pontos ganhos, totalizando somente uma vitória em dez duelos realizados.

VAVEL Logo