Com time misto, Atlético-MG goleia Sport Boys na Bolívia e assume liderança do Grupo 6
Foto: Aizar Raldes/AFP

Com time misto, o Atlético-MG goleou o Sport Boys, por 5 a 1, na noite desta quarta-feira (3), em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, pela quinta rodada do Grupo 6 da Copa Libertadores da América. No primeiro tempo, Cazares e Rafael Moura colocaram o Galo em vantagem, enquanto Castillo descontou para os donos da casa. Na etapa final, Elias, Otero e Cazares construíram o placar elástico.

O triunfo põe o Atlético na liderança da chave. O time mineiro chega aos mesmos dez pontos do Godoy Cruz, mas leva vantagem no saldo de gols – oito contra cinco. Agora, o Galo torce por uma vitória da equipe argentina diante do Libertad, nesta quinta-feira (4), às 21h, em Mendoza, para carimbar a classificação às oitavas de final de forma antecipada. Já o Sport Boys permanece na lanterna, com apenas um ponto, e não tem mais chances de avançar ao mata-mata.

Na última rodada da fase classificatória, o Atlético disputará a liderança do Grupo 6 contra o Godoy Cruz, no dia 16 (terça-feira) de maio, às 21h, na Arena Independência. O Sport Boys visitará o Libertad, em Assunção, no mesmo dia e no mesmo horário.

Antes, contudo, o Atlético tem um título para disputar. No domingo (7), Galo receberá o Cruzeiro na Arena Independência, às 16h, pelo segundo jogo da final do Campeonato Mineiro. Por sua vez, o Sport Boys voltará a campo no sábado (6), às 16h, para encarar o Jorge Wilstermann, em Warnes, pela 14ª rodada do Campeonato Boliviano.

Galo começa bem, marca dois, mas cai de rendimento

Rafael Moura vai até o banco de reservas depois de abrir o placar na Bolívia (Foto: Aizar Raldes/AFP)
Rafael Moura vai até o banco de reservas depois de abrir o placar na Bolívia (Foto: Aizar Raldes/AFP)

Preocupado com o condicionamento físico de alguns jogadores, o técnico do Atlético-MG, Roger Machado, poupou quatros jogadores titulares para enfrentar o Sport Boys. O zagueiro Gabriel, os meias Maicosuel e Robinho, e o atacante Fred deram lugar a Felipe Santana, Adilson, Otero e Rafael Moura. Cazares ficou com o lugar de Marlone, titular no Campeonato Mineiro e que não está inscrito na Libertadores. Houve também uma mudança tática: com a entrada do volante Adilson no lugar de Robinho, o time passou a atuar em um 4-3-3, com Adilson, Rafael Carioca e Elias na trinca de meio-campistas.

Com menos de um minuto de jogo, o Atlético já havia levado perigo à meta do Sport Boys. Otero aproveitou sobra de bola na área intermediária, finalizou forte, a bola explodiu no pé da trave esquerda. Porém, aos 11 minutos, nem trave nem goleiro puderam salvar o Sport Boys de tomar o gol. Rafael Moura lançou Cazares, Coimbra falhou, o meia atleticano avançou e finalizou no canto.

A torcida atleticana que viajou até a Bolívia ainda estava comemorando o primeiro gol quando saiu o segundo. García perdeu a bola para Otero no meio-campo, o camisa 11 avançou, passou para Rafael Moura, e o atacante acertou um belo chute no ângulo direito de Arias.

Após abrir dois gols de vantagem, o Atlético tirou o pé do acelerador e permitiu que o Sport Boys avançasse com mais frequência ao campo de ataque. Aos 30 minutos, o time boliviano criou sua primeira oportunidade de gol. Castillo recebeu na esquerda, cruzou à meia altura no meio da área, e Tenorio emendou de canela, por cima da meta de Victor.

E a queda de rendimento do Atlético teve consequências. Um dos destaques da equipe boliviana, Messidoro começou a flutuar pelo setor ofensivo à procura de espaço. Aos 41 minutos, ele chegou à linha de fundo, cruzou à área, e Leonardo Silva colocou a mão na bola. Pênalti. Castillo, que jogou no Atlético em 2008, bateu e converteu.

Galo volta mais ofensivo e constrói goleada

Jogadores celebram com Otero o gol que o colombiano marcou (Foto: Aizar Raldes/AFP)
Jogadores festejam com Otero após o venezuelano marcar gol em cobrança de falta (Foto: Aizar Raldes/AFP)

O Galo voltou para o segundo tempo com a mesma intensidade que começou o segundo. Otero, assim como na primeira etapa, carimbou a trave esquerda de Arias. Em seguida, o jogador venezuelano viu Cazares infiltrando, tocou, o equatoriano ficou frente a frente com o goleiro, mas perdeu o gol.

Otero não dava trégua à defesa do Sport Boys. Caindo pela meia esquerda, o habilidoso atleta infernizava os marcadores com dribles, passes e cobranças de falta. Aos 16 minutos, o time mineiro marcou o terceiro. Adilson achou Elias em lançamento longo, o volante escorou para Rafael Moura, que soltou um petardo na trave; Elias pegou o rebote e mandou para o fundo das redes.

Um minuto depois, Otero, que já havia acertado a trave duas vezes no jogo, finalmente conseguiu marcar: sua cobrança de falta venenosa enganou o goleiro Arias, que aceitou o chute. Os donos da casa tentaram se recuperar com Rojas, que finalizou para fora em arremate de longa distância.

Com três gols de vantagem no placar, Roger Machado começou a poupar alguns atletas. Erazo, que ainda não havia jogado neste ano por causa de lesão, entrou na vaga de Leonardo Silva; Marcos Rocha deu lugar a Carlos César; e Rafael Carioca saiu para a entrada de Yago. Antes do apito final do árbitro, o Atlético marcou o quinto: Elias passou a bola para Cazares, e o equatoriano bateu na saída do goleiro.

VAVEL Logo