Resultado Atlético Nacional x Chapecoense na Recopa Sul-Americana (4-1)
Foto: Hugo Alves/Editoria de Arte/VAVEL Brasil
Live LoaderVAVEL Live SmallLive Match

Obrigado pelo prestígio e audiência. Até mais! VAMO, VAMO, CHAPE!

Não deu para a Chape, mas são coisas do futebol. Fique por dentro do resumo da partida e das repercussões nas nossas redes sociais e no portal da VAVEL Brasil. Continue ligado em nossa cobertura no futebol nacional e internacional.

Sem tempo para descanso, a Chapecoense entra em campo às 19 horas do próximo sábado (13), quando encara o Corinthians na Arena Corinthians pela estreia do Campeonato Brasileiro 2017.

O Atlético Nacional volta ao Brasil na próxima semana. Às 21h45 da quinta-feira (18), os verdolagas encaram o Botafogo no Estádio Nilton Santos, pela penúltima rodada da fase de grupos da Taça Libertadores da América.

Parabéns aos guerreiros da Chapecoense. Luta, reconstrução em cinco meses, e brava disputa contra o Atlético Nacional nas duas partidas. No aniversário de 44 anos, o Índio Condá se sobressai como exemplo.
Vamo, vamo, Chape!

Fim de jogo no Estádio Atanasio Girardot. Pela primeira vez, o Atlético Nacional conquista a Recopa Sul-Americana e coloca a Colômbia entre os países vencedores do torneio.

92' ALTERAÇÃO NO ATLÉTICO NACIONAL! Sai Ibargüen e entra Dájome.

91' ALTERAÇÃO NO ATLÉTICO NACIONAL! Sai Diego Arias e entra Nieto.

90' Três minutos de acréscimo.

88' CARTÃO VERMELHO! EXPULSO! Andrei Girotto comete violenta entrada no campo defensivo do Atlético Nacional e recebeu diretamente cartão vermelho.

86' Ibargüen recebe no lado esquerdo e arbitragem interrompe o lance ao alegar impedimento do atacante do Atlético Nacional.

84' CARTÃO AMARELO! Elkin Blanco, volante do Atlético Nacional.

83' CARTÃO AMARELO! Arley Rodríguez, atacante do Atlético Nacional.

82' Osman Júnior levanta na área. Túlio de Melo recebe, gira e finaliza para diminuir a diferença.

GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL DA CHAPECOENSE! O GOL DE HONRA! O GOL PARA RECEBER APLAUSOS DOS COLOMBIANOS!

80' ALTERAÇÃO NA CHAPECOENSE! Sai Wellington Paulista e entra Niltinho.

79' GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL DO ATLÉTICO NACIONAL!
Ibargüen 
recebeu lançamento pelo alto, passa por Douglas Grolli e escorrega na hora de finalizar. Ainda assim, o errado sai certo e a bola encobre Artur Moraes. Goleada concretizada e título inédito garantido aos colombianos.

77' Elkin Blanco avançou sozinho e arriscou de fora da área. Artur Moraes espalma e faz defesa espetacular. Na sequência da jogada, a defesa da Chapecoense afastou.

76' Osman Júnior levanta na área e Apodi cabeceia. Armani segura facilmente.

75' ALTERAÇÃO NA CHAPECOENSE! Sai Arthur Caike e entra Túlio de Melo.

74' Após cobrança de escanteio de Reinaldo, e levantamento curto de Osman Júnior, Nathan cometeu falta de ataque na pequena área e o jogo foi paralisado.

73' Reinaldo resolve arriscar de longe e Armani espalma para a linha de funo.

70' ALTERAÇÃO NO ATLÉTICO NACIONAL! Sai Aldo Ramírez e entra Elkin Blanco.

67' Chapecoense precisa de dois gols para levar o jogo ao tempo extra.

66' GOOOOOOOOOOOOOOOOL DO ATLÉTICO NACIONAL!
Ibargüen
 foi para cima de Apodi, fez o que quis e jogou na área. Arley Rodríguez escora e Dayro Moreno completa de cabeça para praticamente assegurar o título da Recopa. Verdolagas muito perto do primeiro troféu da competição.

65' CARTÃO AMARELO! Nathan, zagueiro da Chapecoense.

61' Osman Júnior faz levantamento na área, Armani se estica todo e não consegue fazer a defesa. Aldo Ramírez tirou da área.

61' É perceptível a melhora da atuação da Chapecoense no segundo tempo, com mais volume de jogo ofensivo.

60' CHEGA A CHAPECOENSE! Osman Júnior avança pela esquerda e cruza para Wellington Paulista. O centroavante dominou e bateu de primeira. A bola foi à direita de Armani.

59' Apodi recebe de Osman Júnior e manda para fora.

56' CARTÃO AMARELO! Andrei Girotto, volante da Chapecoense.

55' CARTÃO AMARELO! Ibargüen, atacante do Atlético Nacional.

53' Jogo com mais velocidade no começo do segundo tempo. Chapecoense precisa de um gol para levar a disputa à prorrogação e cria jogadas de ataque. Atlético Nacional cadencia a partida.

50' ARMANI! João Pedro avança e bate forte. Por segurança, arqueiro espalma para escanteio.

46' SAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAALVAA A DEFESA EM CIMA DA LINHA! QUASE A CHAPE MARCA O PRIMEIRO GOL!
Bela jogada de João Pedro, que passou pela defesa e cruzou na área. Sozinho, Arthur Caíke finalizou e Alexis Henríquez tirou em cima da linha. Na continuação da jogada, a arbitragem marcou falta de ataque de Wellington Paulista.

Recomeça a partida. Vamo, vamo, Chape!

ALTERAÇÃO NA CHAPECOENSE! Sai Luiz Antônio e entra Apodi.

47' Fim de primeiro tempo. Com gols de Dayro Moreno e Ibargüen, o Atlético Nacional vence a Chapecoense por 2 a 0 e fica momentaneamente com o título da Recopa Sul-Americana.

45' CARTÃO AMARELO! Moisés Ribeiro, volante da Chapecoense.

45' Dois minutos de acréscimo.

44' Macnelly Torres cobra falta e Nathan afasta. Ibargüen pega rebote de primeira e bate para fora, sem sustos para a defesa da Chape.

43' Reinaldo cobra escanteio e a defesa corta.

42' Wellington Paulista deu dois chapéus nos marcadores colombianos, João Pedro avançou em velocidade pela direita e cruzou. Afastou a defesa.

37' Douglas Grolli leva a melhor em dividida e o atacante Dayro Moreno fica caído no gramado.

36' Reinaldo fica com a sobra de escanteio e bate de longe. A bola caminha rasteira para fora, sem assustar a defesa.

Resultado dá o título da Recopa Sul-Americana ao Atlético Nacional. Chapecoense precisa marcar um gol para levar a disputa ao tempo extra e dois para empatar o jogo e conquistar o título.

31' GOOOOOOOOOOOOOOOOL DO ATLÉTICO NACIONAL!
Troca de passes na área. Macnelly Torres toca para Ibargüen e o atacante domina, gira e bate para ampliar a vantagem colombiana.

30' Posse de bola: Atlético Nacional 66% x 34% Chapecoense.

28' CARTÃO AMARELO! Reinaldo, lateral-esquerdo da Chapecoense.

27' Sistema coletivo da Chapecoense atua bem. Quando falhou, no primeiro lance, sofreu o gol.

23' CARTÃO AMARELO! Arthur Caíke, atacante da Chapecoense

23' Reinaldo recebe passe de Luiz Antônio na esquerda e bate de fora da área. A bola subiu.

21' Com maior posse de bola no campo de ataque, Atlético Nacional fica à espera de uma brecha na defesa da Chapecoense para finalizar com perigo. Chape controla marcação e tenta acionar Wellington Paulsita no contra-ataque.

18' Nathan caído no gramado ao receber pisão de Arley Rodríguez.

17' Wellington Paulista acionado mais uma vez. Armani saiu para fazer a defesa.

16' Cobrança muito fechada e Armani espalma na pequena área.

15' Wellington Paulista passou fácil pelo marcador com belo drible, mas Daniel Bocanegra afasta pela linha de fundo. Escanteio para a Chape.

13' Arthur Caike tenta acionar Wellington Paulista em lançamento em velocidade, mas bola foi forte demais, fácil para a defesa de Armani.

12' Ibargüen recebe lançamento na esquerda. Atacante entra na área e bate cruzado. Fácil defesa de Artur Moraes.

10' Chapecoense não consegue dominar bola no campo ofensivo e não consegue criar jogadas. Nacional com mais posse no ataque.

6' Reinaldo reclama com o árbitro Roberto Tobar e recebe advertência verbal.

5' Aldo Ramírez arrisca de longe e arranca o 'uh!' do torcedor verdolaga.

Gramado do Atanasio Girardot está muito pesado pelas chuvas registradas na região durante todo o dia.

Com o resultado, o jogo se encaminha à prorrogação.

1' GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL DO ATLÉTICO NACIONAL!
Grande falha no setor defensivo. Dayro Moreno recebe lançamento, domina sozinho e bate na saída de Artur Moraes. Placar aberto em Medellín.

ROLA A BOLA EM MEDELLÍN! VAMO, VAMO, CHAPEEEEEEEE!

Equipes no gramado. Execução dos hinos nacionais. 
Vamo, vamo, Chape!

Mosaico da torcida nas arquibancadas do Atanasio Girardot.

Lembrando que: Chapecoense é campeã com qualquer empate. Qualquer vitória simples do Atlético Nacional leva a disputa ao tempo extra. Triunfo verdolaga por dois ou mais gols de vantagem dá o título aos colombianos.

Estádio Atanasio Girardot completamente lotado para a decisão alviverde!

RESERVAS DA CHAPE! Elias, Fabrício Bruno, Apodi, Diego Renan, Neném, Niltinho e Túlio de Melo. 

RESERVAS DO NACIONAL! Bonilla, Velasco, Blanco, Bernal, Nieto, Dájome e Luis Carlos Ruiz.

CHAPECOENSE DEFINIDA! Artur Moraes; João Pedro, Douglas Grolli, Nathan e Reinaldo; Moisés Ribeiro, Andrei Girotto e Luiz Antônio; Osman Júnior, Wellington Paulista e Arthur Caike. Técnico: Vagner Mancini.
Vamo, vamo, Chape!

ATLÉTICO NACIONAL DEFINIDO! Armani; Daniel Bocanegra, Nájera, Alexis Henríquez e Farid Díaz; Aldo Ramírez, Diego Arias e Macnelly Torres; Dayro Moreno, Ibargüen e Arley Rodríguez. Técnico: Reinaldo Rueda. 

Apesar do jogo valer título, o que se vê nos arredores e dentro do estádio Atanasio Girardot é um clima amistoso e bastante receptivo dos colombianos aos brasileiros. A Colômbia continua a abraçar a Chapecoense. Belo gesto.

Hoje é aniversário da Chape! No dia 10 de maio de 1973, a Associação Chapecoense de Futebol foi criada e ganha cada vez mais espaço na história do esporte bretão. 44 anos depois, o time busca mais um título internacional para a história do Verdão mais querido do país.
Vamo, Vamo, Chape!

O duelo acontece a partir das 21h45 e certamente será marcado por homenagens, lembranças e emoção. A partida será realizada no Estádio Atanasio Girardot, em Medellín. A arbitragem será comandada pelo chileno Roberto Tobar e auxiliada por Marcelo Barraza e Claudio Rios, todos chilenos..

Boa noite, torcedor que acompanha a VAVEL Brasil! Fique por dentro de todos os detalhes do segundo confronto entre Atlético Nacional x Chapecoense ao vivo, válido pela decisão da Recopa Sul-Americana!

Enquanto os sobreviventes da tragédia visitaram o local do acidente, o restante da delegação realiza o reconhecimento do gramado no local da partida decisiva.

"Poder retornar e poder agradecer um pouco nos deixa muito feliz. O mínimo que poderíamos fazer é vir até aqui, poder dar um abraço e dizer muito obrigado ao povo colombiano. A gente poder dar um pouco de alegria à torcida será muito prazeroso", afirmou Follmann.

"Já me emocionei chegando na Colômbia, quando sobrevoamos as montanhas e passamos perto do local onde teve o acidente. É algo que eu necessito. Eu preciso sentir essa emoção. As pessoas falam que eu fiquei oito horas sem ter socorro, que eu caí do avião, mas na minha mente é surreal acreditar em tudo isso. Preciso ver com os meus próprios olhos. Será um dia de emoção e que ficará marcado", disse Neto.

Após cerimônias e condecorações, os quatro sobreviventes da tragédia concederam entrevista coletiva. Destaque para as palavras do zagueiro Neto e do ex-goleiro Jakson Follmann, que relembraram a tragédia e mostraram contentamento em visitar novamente a Colômbia diante da possibilidade de comemorar mais um título internacional.

A Chapecoense foi recebida com homenagens, festas e total receptividade do povo colombiano desde o desembarque até o hotel. A equipe mal teve tempo de comemorar o bicampeonato catarinense e vai em busca de mais um título em quatro dias, o que seria histórico para o ressurgimento da equipe depois da tragédia no último mês de novembro.

"Depois de treinar no último domingo, o jogador apresentou uma dor na virilha. Na noite passada, foi realizada uma ressonância magnética e encontramos a lesão. Esperamos que em quatro semanas ele possa retornar aos trabalhos. Para o momento, restringimos as atividades físicas", explicou o médico Hernán Luna.

O Atlético Nacional realizou o último treinamento e contou com o apoio do torcedor. A equipe colombiana teve 20 jogadores relacionados para o duelo. Em relação ao primeiro encontro, o desfalque para o técnico Reinaldo Rueda é o volante Matias Uribe. O jogador sentiu uma lesão muscular e desfalca o time verdolaga por quatro semanas.

O primeiro confronto terminou com vitória da Chapecoense por 2 a 1, em jogo disputado na Arena Condá. Relembre aqui todos os detalhes do jogo. A Chape tem vantagem do empate, enquanto a vitória simples dá o título inédito aos verdolagas. Triunfo colombiano por 2 a 1 leva a disputa à prorrogação. Na persistência do empate, penalidades máximas.

Os dois finalistas deste ano buscam o título inédito em sua galeria de troféus. O Atlético Nacional chegou à decisão após conquistar a Libertadores da América, enquanto a Chapecoense foi declarada campeã da Sul-Americana após o trágico acidente aéreo que vitimou 71 pessoas.

O Brasil é o país com mais títulos da Recopa, com nove títulos em seis finais. Argentina (oito), Equador e Paraguai (dois), Chile, Peru e Uruguai (um) são os outros países vencedores. Colômbia e México são apenas vice-campeões. Nenhum representante da Venezuela disputou a competição em sua história.

O maior vencedor da competição é o Boca Juniors, com quatro títulos. River Plate, São Paulo, Internacional, LDU e Olímpia-PAR conquistaram dois troféus. Cruzeiro, Corinthians, Atlético Mineiro, Grêmio, Santos, Independiente, Vélez Sarsfield, Cienciano, Colo Colo e Nacional-URU têm uma conquista cada um. 

A Recopa Sul-Americana é disputada desde 1989 e reúnem os campeões da Libertadores e da Sul-Americana do ano anterior. Não foi disputada em 1991 porque o Olímpia-PAR conquistou os dois torneios e foi automaticamente considerado o vencedor. Também não houve edições da competição entre 1999 e 2002.

VAVEL Logo