Brasil de Pelotas perde prazo e não libera estádio Bento Freitas para enfrentar Londrina
Xavante não deve contar com sua apaixonada torcida na arrancada em casa na Série B 2017(Foto: Carlos Insaurriaga / G.E. Brasil)

Um desfecho ruim para os torcedores do Brasil de Pelotas no extremo sul do país. Tensão e nervosismo fizeram parte da expectativa para liberação ou veto do estádio Bento Freitas para estreia dos xavantes em casa na Série B do Campeonato Brasileiro. Após muita polêmica e prorrogações, o estádio foi liberado pelo Corpo de Bombeiros, mas perdeu o prazo pela não liberação da Brigada Militar. O time pelotense demorou a apresentar os laudos e não conta com seu estádio na primeira partida em casa contra o Londrina, no dia 16, pela segunda rodada da B. A alternativa utilizada na temporada passada foi o mando de campo em Caxias do Sul, no estádio Centenário.

A casa do Xavante passa por obras nessa reformulação do Brasil no cenário nacional. A equipe saiu da Série D do Brasileirão em 2013 para chegar à B em 2016. Nesse meio tempo, o estádio Bento Freitas passa por reformas. Grande parte das arquibancadas já foram demolidas, sendo a maior composição do estádio atualmente a contar com uma nova arquibancada construída e com as estruturas móveis para acomodar o público. Nisso tudo, se estabelece uma novela para liberar a casa do Brasil de Pelotas no início de mais uma Série B.

O PPCI (Plano de Prevenção Contra Incêndio) já estava liberado pelos Bombeiros. O prazo para o envio até a Confederação Brasileira de Futebol se esgotava nesta quarta-feira (10) e toda a correria aconteceu. Uma postagem do meia Wagner, recém-chegado ao clube após Campeonato Gaúcho pelo Caxias, fez com que a situação quase se comprometesse. O jogador postou em rede social pressionando a liberação do estádio pelas autoridades. A direção dos Bombeiros não gostou da brincadeira e houve demora para consolidar a liberação na vistoria.

"Ele tem que cuidar o que posta. Foi um momento infeliz dele. A direção do Brasil ontem já sabia que poderia haver demora na vistoria." O tenente coronel Silvério comentou em entrevista à Rádio Universidade Católica. Segundo ele, não houve má vontade da corporação na liberação e o conteúdo da postagem até era desconhecido. Ao mesmo tempo, ele afirmou que a direção do Brasil de Pelotas procurou pela direção dos Bombeiros para pedidos de desculpas, uma atitude que o tenente coronel considerou louvável.

O próprio meia Wagner voltou a postar, dessa vez em pedido de desculpas pela postagem anterior. Dessa maneira, no estouro do prazo, por volta das 19 horas, os Bombeiros finalmente aprovaram os laudos do estádio Bento Freitas. Após essa aprovação, foi a vez da Brigada Militar conceder a autorização necessária para o envio do ofício à CBF, mas a liberação não veio a tempo e a quarta-feira se encerrou com a perda do prazo.

Entretanto, tudo está encaminhado para a Brigada Militar conceder a liberação na manhã de quinta-feira. Com isso, o clube espera agilizar o ofício e aguardar o posicionamento da CBF, mesmo com o encerramento do prazo. Caso não consiga o aval da CBF, o Brasil deve mandar o jogo contra o Londrina em Caxias do Sul.

Já em relação ao time da estreia na competição, três jogadores reforçam o grupo do Brasil rumo à Campinas, na estreia oficial diante do Guarani. O goleiro Marcelo Pitol, Breno e Rafinha estão com seus nomes publicados no Boletim Informativo Diário e liberados ao jogo. O meia Wagner ainda será apresentado.

VAVEL Logo