Grêmio cruzou por clubes cariocas em 12 oportunidades na Copa do Brasil
Foto: Lucas Uebel / Grêmio

O Grêmio inicia sua caminhada na Copa do Brasil 2017 diante do Fluminense, pela fase oitavas de final. O primeiro jogo é na Arena do Grêmio na quarta-feira (17), às 21h45. Antes desse confronto, o Tricolor gaúcho cruzou com cariocas em 12 oportunidades pela maior competição de mata-mata do país. Com retrospecto favorável, o Grêmio passou em oito oportunidades e ficou pelo caminho em quatro. O Botafogo foi o único dos grandes cariocas que não enfrentou o Grêmio na Copa do Brasil e o Flamengo foi o que mais possuiu encontros, totalizando seis cruzamentos.

Semifinal de 1989: Flamengo 2 x 2 Grêmio
Grêmio 6 x 1 Flamengo

Logo na primeira edição da Copa do Brasil, o Tricolor cruzou pelo Flamengo na fase semifinal e passou com uma grande goleada no jogo de volta, no estádio Olímpico Monumental. A sonora goleada por 6 a 1 foi a maior do clube gaúcho sobre o Rubro-Negro na história dos confrontos entre as equipes. Os gols gremistas em Porto Alegre foram marcados por Cuca (2), Paulo Egídio (2), Assis e Almir, que entrou no lugar de Kita. O solitário gol do Flamengo foi de Renato. O Grêmio avançava à final para enfrentar o Sport Recife e faturar sua primeira conquista na competição.

Semifinal de 1993: Flamengo 4 x 3 Grêmio
Grêmio 1 x 0 Flamengo

Outro confronto magnífico ocorreu pela fase semifinal de 1993. No jogo de ida no estádio do Maracanã, o Flamengo venceu em um emocionante placar de 4 a 3. Nélio, Djalminha (2) e Renato Gaúcho, hoje técnico do Grêmio, balançaram as redes pelo Mengão. Renato ainda acabaria a partida expulso e desfalcaria o Rubro-Negro na volta. Juninho, Eduardo e Gilson Maciel fizeram os gols gremistas que o mantiveram no páreo. Na volta, o placar de 1 a 0 no Olímpico serviu para classificar o Grêmio, que perdeu a final para o Cruzeiro.

Semifinal de 1994: Vasco 0 x 0 Grêmio
Grêmio 2 x 1 Vasco

Nildo Bigode comemora gol na vitória sobre o Vasco (Foto: Arquivo / Correio do Povo)

A saga de semifinais contra cariocas trouxe o único enfrentamento entre Grêmio e Vasco da Gama na história da Copa do Brasil. Um placar de 0 a 0 na ida e a volta no Olímpico para vitória e classificação do Tricolor. Nildo, o Nildo Bigode marcou os dois tentos gremistas e o Gigante da Colina apenas descontou com Pimentel. Grêmio passou à final e triunfou sobre o também alvinegro Ceará, sagrando-se bicampeão da Copa do Brasil.

Semifinal de 1995: Flamengo 2 x 1 Grêmio
Grêmio 1 x 0 Flamengo

Outra semifinal de Copa do Brasil, dessa vez no especial ano de 1995. O Flamengo venceu a ida por 2 a 1, com dois tentos de Sávio e o do Grêmio sendo marcado pelo artilheiro Jardel. O volante Dinho acabou expulso da partida. Na volta, novamente o Grêmio usufruiu do gol fora de casa para avançar. Fez 1 a 0 no Flamengo em nova diabrura de Jardel e carimbou vaga na final, eliminando o Flamengo pela terceira vez consecutiva nos duelos entre os times em Copa do Brasil. O título acabou com o Cruzeiro.

Final de 1997: Grêmio 0 x 0 Flamengo
Flamengo 2 x 2 Grêmio

As esquadras de Grêmio e Flamengo seguiam forte para disputar títulos e se encontraram na decisão da Copa do Brasil de 1997. Na ida, um placar fechado no estádio Olímpico. Na volta, o Maracanã tomado em 100 mil vozes para conhecer o novo campeão. O Flamengo era favorito, postulado com o artilheiro Romário. Foi o Grêmio quem abriu o placar com João Antônio. O Rubro-Negro virou com Lúcio e Romário, mas o título gremista foi carimbado com o empate em gol marcado pelo meio-campista Carlos Miguel, a 34 minutos do segundo tempo. O Maracanã foi palco da festa dos gaúchos. O Grêmio sagrava-se tricampeão da Copa do Brasil e totalizava todas as suas conquistas tendo passado por adversários cariocas.

Gol de Carlos Miguel garante tri do Grêmio (Foto: Arquivo / Correio do Povo)

Oitavas de 1999: Flamengo 2 x 2 Grêmio
Grêmio 1 x 2 Flamengo

Mais distantes da fase derradeira, Grêmio e Flamengo se cruzaram na fase oitavas de final de 1999. Na ida no conhecido estádio Mário Filho, o Maracanã, empate em 2 a 2, com Fabão e o remanescente Romário marcando ao Fla, atacante Zé Alcino e o zagueiro Scheidt ao Grêmio. Na volta, o Flamengo conquistou uma de suas últimas vitórias sobre o Grêmio em Porto Alegre: 2 a 1, com gols de Caio e Romário. Primeira vez que o Fla eliminou o Tricolor gaúcho da Copa do Brasil.

Oitavas de 2001: Grêmio 1 x 0 Fluminense
Fluminense 0 x 0 Grêmio

O Fluminense se recuperava para o cenário nacional e o Grêmio almejava o que seria sua última grande conquista antes de um período de seca. No cruzamento das oitavas de final, os gaúchos levaram a melhor no jogo de ida: Marcelinho Paraíba, folclórico atacante brasileiro deixou sua marca no Olímpico, o que acabou como suficiente para classificar o Grêmio na ocasião.

Oitavas de 2004: Fluminense 2 x 2 Grêmio
Grêmio 4 x 1 Fluminense

Ídolo Danrlei estava no Fluminense e Christian era esperança de gols (Reprodução / Internet)
Ídolo Danrlei estava no Fluminense e Christian era esperança de gols (Reprodução / Internet)

Enquanto as tragédias anunciadas de 2004 não ocorriam, o Tricolor gaúcho passeou sobre o carioca no jogo de volta da fase oitavas de final da Copa do Brasil. Após empate na ida, o estádio Olímpico foi palco da goleada gremista formada pelos gols de Marcelinho, Tiago Prado, Christian e Claudio Pitbull: 4 a 1 para o Grêmio.

Quartas de 2004: Grêmio 0 x 1 Flamengo
Flamengo 0 x 0 Grêmio

Mas 2004 foi mesmo um ano para o gremista esquecer. Nem mesmo a tradicional competição da Copa do Brasil livrou o torcedor das decepções. A derrota para o Flamengo veio em casa, na fase quartas de final. O gol foi marcado pelo ex-gremista Zinho. Foi a última vitória do Rubro-Negro sobre o Tricolor gaúcho em Porto Alegre.

Oitavas de 2005: Fluminense 3 x 0 Grêmio
Grêmio 0 x 1 Fluminense

Para quem não entendeu as referências anteriores, o Grêmio foi rebaixado em 2004 e estava em condições precárias em 2005. O Fluminense não quis saber e aproveitou a superioridade da ocasião para vencer os dois jogos. Destaque para o 3 a 0 na ida, com dois gols de Tuta e Juninho Arcanjo fechando o placar no Maracanã.

Quartas de 2010: Fluminense 2 x 3 Grêmio
Grêmio 2 x 0 Fluminense

Hugo comandou vitória do Grêmio no jogo de volta (Foto: Victor Friolin)

O Grêmio voltou a levar a melhor em 2010. Venceu os dois jogos. O primeiro deles foi um grande duelo, com muita disputa e destaque para o atacante André Lima, que resolveu a parada no Rio de Janeiro. Na volta, o Fluminense se apresentou desinteressado e o meia Hugo aproveitou para fazer a festa e consolidar a vaga gremista. O placar de 2 a 0 no segundo jogo classificou o Grêmio para enfrentar o Santos na fase semifinal.

Quartas de 2015: Fluminense 0 x 0 Grêmio
Grêmio 1 x 1 Fluminense

O Grêmio, que tanto castigou o Flamengo com o regulamento do gol qualificado fora de casa, sofreu o castigo do Fluminense. Um jogo morno no Maracanã com pouco público ficou no 0 a 0. Na volta, o Tricolor gaúcho era dono de bom futebol e favorito, mas Fred abriu o placar e o Grêmio no máximo conseguiu o empate em 1 a 1 em gol marcado por Bobô. Excelente atuação do goleiro Diego Cavalieri e vaga ao Fluminense.

Oitavas de 2017: Grêmio x Fluminense

É a sexta vez que Grêmio e Fluminense cruzam-se pela Copa do Brasil. A vantagem é gremista por ter avançado três vezes, contra duas do Fluminense. O Grêmio pode abrir a mesma diferença que tem em relação ao Flamengo ou o Flu pode igualar o histórico em 3 a 3. Para o confronto, duas equipes postulantes ao título da Copa do Brasil: o Tricolor gaúcho do técnico Renato Portaluppi e o Tricolor carioca do técnico Abel Braga. A primeira partida ocorre na Arena do Grêmio e a volta é mais um brinde à história ao ser disputada no palco do Maracanã.

VAVEL Logo