San Lorenzo vira nos acréscimos, garante vaga nas oitavas e elimina Flamengo da Libertadores
Foto: Staff Images/Flamengo

Fim de linha para o Flamengo na Libertadores. Com gol aos 47' do segundo tempo, o Fla reviveu 1983, 2002, 2012 e 2014 e foi eliminado ainda na fase de grupos da competição. Ainda no primeiro tempo, Rodinei abriu o placar diante do San Lorenzo, mas gols de Angeleri e Belluschi colocaram o Ciclón nas oitavas de final, junto com o Atlético-PR, que derrotou a Universidad Católica (CHI) fora de casa e garantiu a segunda vaga.

Fla retorna a campo agora pelo Brasileirão. Neste sábado (20), enfrenta o Atlético-GO no Serra Dourada às 16h, pela segunda rodada do campeonato nacional; o time de Daniel Aguirre entra em campo pelo Campeonato Argentino - onde é vice-líder, contra o Aldosivi em casa, às 16h15 deste domingo (21).

Iluminado, Rodinei abre o placar para o Flamengo

Empurrados pela torcida, o San Lorenzo começou pressionando o time rubro-negro. Aos 10', Botta cobrou falta da entrada da área com perigo, passando rente ao travessão de Muralha. Apostando no contra-ataque, o Fla chegou com perigo duas vezes com a velocidade de Everton.

Em uma das oportunidades supracitadas, os visitantes conseguiram um escanteio. Na cobrança, a zaga afastou e na sobra, Rodinei pegou de primeira, abrindo o placar no Nuevo Gasômetro aos 14'.

Após o gol, os anfitriões seguiam com maior posse de bola, mas paravam no bom sistema defensivo postado por Zé Ricardo. Pela primeira vez, o time do comandante rubro-negro atuava de forma reativa desde o início do confronto, deixando o adversário com a bola.

Antes do intervalo, as situações se mostravam perfeitas para o Flamengo: no Chile, a Universidad Católica abrira o placar diante do Atlético-PR com Santiago Silva, deixando o rubro-negro carioca na liderança do Grupo 4.

Momento do gol de Rodinei; lateral vive melhor momento desde chegada ao Fla | Foto: Staff Images/Flamengo
Momento do gol de Rodinei; lateral vive melhor momento desde chegada ao Fla | Foto: Staff Images/Flamengo

San Lorenzo vira aos 47' e se garante nas oitavas

Sem mudanças, as equipes retornaram para a etapa complementar. Precisando de um gol para seguir vivo na busca pela classificação, o San Lorenzo manteve a postura ofensiva, com mais posse de bola.

Repetindo o roteiro do primeiro tempo, o Fla se fechava de forma organizada, impedindo o setor criativo do Ciclón de demonstrar seu bom futebol. Aos 14', Zé decidiu mexer: errando muito, Berrío deu lugar a Rômulo, reforçando o meio-campo.

Com Gabriel na ponta, Willian Arão se tornou o jogador mais criativo rubro-negro. Apesar dos três volantes, os visitantes seguiam buscando o contra-ataque, não satisfeitos com a vantagem no placar. Everton chegou com perigo aos 25', mas Navarro fez a defesa.

Sem tomar sustos, o Fla se portava bem e ia mantendo a vantagem. No Chile, Eduardo da Silva empatara para o Furacão; dois minutos depois, aos 29', Angeleri igualou o marcador no Nuevo Gasômetro, prometendo emoção nos minutos finais.

Com 3 a 2 no placar para o CAP no Chile, o Fla não podia tomar um gol. Aos 44', Caruzzo cabeceou no canto direito e Muralha salvou a pele rubro-negra. Três minutos depois, desatenção na zaga rubro-negra e Belluschi aproveitou sobra na área, e finalizou firme, dessa vez sem chances para o arqueiro rubro-negro. Fim de jogo e fim de mais uma melancólica campanha flamenguista na principal competição continental da América do Sul.

VAVEL Logo