Em noite perfeita na Vila, Ricardo Oliveira vira quarto maior artilheiro do Santos na Libertadores
Zeider Pires, cantor do 'Planta e Raiz', foi quem entregou o prêmio de melhor em campo à Oliveira (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Não poderia ter terminado melhor a campanha do Santos na fase de grupos na Copa Libertadores da América. Mesmo sem um grande público presente, o Peixe passeou pelo gramado da Vila Belmiro na noite desta terça-feira (23), e goleou o Sporting Cristal (PER) por 4 a 0. Em grande fase, David Braz marcou duas vezes; Vitor Bueno e Ricardo Oliveira completaram o massacre santista. Para este último, a noite foi ainda mais especial.

O camisa 9 santista anotou seu 12º gol com a camisa santista na Libertadores da América, tornando-se o quarto maior artilheiro do clube na competição, ultrapassando o craque Coutinho (11) e ficando atrás somente de Neymar (14), Robinho (14) e Pelé (16). 

MAIS: Convocado para Seleção, Lucas Lima  deve desfalcar Santos por três jogos

Oliveira vestiu a camisa do Santos em 148 partidas, indo às redes em 84 oportunidades

“Eu já fico satisfeito com o resultado, por poder marcar gols, trabalhando com dedicação. Mas me sinto orgulhoso. Coutinho é um ícone da história do Santos FC, poder ultrapassar ele é algo para poder se orgulhar. Além disso, estou muito feliz pela vitória. Conseguimos o objetivo do nosso grupo com uma boa apresentação. O time se entregou, se dedicou muito. Agora temos que dar continuidade ao trabalho”, declarou o jogador.

A marca alcançada por Ricardo Oliveira soma os três gols marcados pelo atacante nesta edição da Libertadores, e mais nove anotados em sua primeira passagem pelo clube, em 2003. Na partida desta terça-feira, o jogador também foi considerado o melhor em campo.

“Eu não conseguiria sem a ajuda dos meus companheiros. O Zeca até brincou comigo e perguntou porque eu ganhei o prêmio. Eu respondi: “Por causa de vocês! Vocês me ajudam”. Escolheram um dentro de campo, mas acho que o empenho de todo mundo contribuiu para que um se destacasse em especial. É importante ressaltar, e não é um argumento politico. Nós dependemos de um grupo pra que o resultado aconteça. E dentro desse grupo, com muita qualidade, um ou outro vai se destacar. O mais importante é a força do nosso elenco. Eu divido este prêmio com eles”, acrescentou.

A vitória na Baixada concluiu com chave de ouro a fase de grupos da equipe santista, que de maneira invicta, somou 12 pontos ganhos no Grupo 2.  Dando uma pausa na Libertadores e em busca de sua segunda vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro, o Peixe volta a entrar em campo no próximo domingo (28), quando recebe novamente na Vila Belmiro o 100% Cruzeiro.

VAVEL Logo