Botafogo perde para Estudiantes, mas se classifica em primeiro lugar do grupo na Libertadores

Mesmo depois da derrota por 1 a 0 para o Estudiantes, o Botafogo voltará ao Rio de Janeiro sorrindo. Contando com a sorte, a equipe alvinegra garantiu o primeiro lugar do grupo na Libertadores após a vitória do Atlético Nacional sobre o Barcelona de Guayaquil por 3 a 1. O critério de desempate de saldo de gols deixou o Glorioso na ponta da tabela: agora, a equipe carioca tem a vantagem de decidir as oitavas de final em casa, no Estádio Nilton Santos. Em um dia feliz para ambas as equipes, o resultado na Argentina carimbou também a classificação do Estudiantes de La Plata para a Copa Sul-Americana. 

Primeiro tempo nervoso e fraco taticamente

Em um início de jogo truncado, o Botafogo se via pressionado pela forte marcação argentina. O Estudiantes de La Plata raramente deixava espaços para a equipe carioca agir, o que prejudicou o desempenho do Glorioso na partida.

Nervoso em campo e sem conseguir manter a posse de bola, o Botafogo mostrou-se mais preocupado em se defender do adversário do que investir ofensivamente. O primeiro chute a gol alvinegro só aconteceu aos 28 minutos da primeira etapa, com João Paulo – adiantado, o camisa 11 assumiu a vaga do titular Camilo, poupado.

Após falha de Igor Rabello, o atacante Solari aproveitou a sobra de bola para estufar as redes e abrir o placar para o Estudiantes. Mesmo com a desvantagem no placar, a virada do Atlético Nacional sobre o Barcelona de Guayaquil deixava o Botafogo precisando apenas de um empate para garantir a liderança. No entanto, ao final do primeiro tempo, a péssima atuação alvinegra não convencia os torcedores presentes no Centenário de Quilmes. Aos alvinegros, restava então torcer por uma mudança brusca no panorama do jogo ou por outro gol do Atlético Nacional na Colômbia.

Sorte, mas muita sorte

Voltando a campo para a segunda etapa, Jair Ventura preferiu não fazer substituições na equipe do Botafogo. O comandante alvinegro preferiu decidiu alterar o esquema tático em vez de alterar jogadores: Victor Luis foi adiantado para o meio de campo e Gilson foi para a lateral. Não deu certo. O Estudiantes cresceu na partida, investindo justamente em jogadas pela lateral esquerda. Jair, então, decidiu partir para o tudo ou nada. O treinador sacou Victor Luis para a entrada da Fernandes e substituiu João Paulo por Joel.

Nada parecia dar certo para o Glorioso – pelo menos não taticamente. O Botafogo contou com a sorte e assumiu a liderança do Grupo 1 após o terceiro gol do Atlético Nacional na Colômbia, e agora precisava apenas manter o placar. Toledo levou susto ao gol alvinegro após rápido contra-ataque argentino, mas Gatito Fernández fez defesa milagrosa e salvou o Glorioso.

Ao final da partida, o Estudiantes da La Plata também saiu de campo com motivos para celebrar. A vitória carimbou a classificação da equipe argentina para a Copa Sul-Americana e garantiu uma bela despedida para o presidente e ídolo Juan Sebastián Verón, La Brujita. que está pendurando suas chuteiras definitivamente.

Classificado e no primeiro lugar da tabela, a equipe alvinegra se despede da fase de grupos da Libertadores jogando mal, mas contando com a sorte – afinal, tem coisas que só acontecem com o Botafogo.

VAVEL Logo