Luxemburgo traça objetivo ao ser apresentado pelo Sport: "Temos que focar no Brasileiro"
Vindo de trabalhos questionáveis, técnico tenta se reabilitar na carreira (Foto: Anderson Freire/Sport Club do Recife)

A chegada de Vanderlei Luxemburgo ao Sport não teve a aprovação de boa parte da torcida. Ainda assim, o treinador mostrou motivação e disse estar focado ao ser apresentado oficialmente. O profissional, que chegou ao Recife nesta terça-feira (30), realizou o primeiro treino após a apresentação já visando o duelo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, contra o Botafogo, nessa quarta-feira (31).

Ter enfrentado o Leão por diversas oportunidades durante a sua vasta carreira, Luxemburgo conhece a força dos rubro-negros e promete dar sequência ao trabalho traçado pela diretoria. Ambicioso, enaltece toda a estrutura e destaca a briga pelo título como sua principal meta para a temporada.

"Não foi diferente do que eu imaginava (chegar ao Sport). O Centro de treinamento, a proposta de conquistas e objetivo de elevar o patamar do Sport em nível nacional, mas se eu estiver na zona da Libertadores, estou brigando pelo título. Temos que focar no Campeonato Brasileiro e vou cobrar do Sport que pense assim como eu", disse o comandante, que tenta se reabilitar após desempenhos negativos.

Treinador foi ovacionado por alguns torcedores na chegada ao Recife (Foto: Anderson Freire/Sport)
Comandante foi ovacionado por torcedores na chegada ao Recife (Foto: Anderson Freire/Sport Club do Recife)

"Me cobram muito nesses últimos tempos e acho isso legal. Se já estão me cobrando é porque tenho valor, mas não adianta ter história como a minha. O pessoal quer que você ganhe de manhã, de tarde, de noite. Eles querem título, eu quero voltar a ganhar porque incomoda quando esquecem minha história. Estou motivado, quero e vou ganhar. Então vim para o Sport para ganhar títulos", complementou.

Precisando reverter a desvantagem sofrida na ida contra o Fogão, o time pernambucano joga por uma vitória simples para se garantir nas quartas. Ciente da necessidade, o técnico leonino enaltece o incentivo dos torcedores, citando a importância da torcida comparecer em bom número na Ilha do Retiro.

"A primeira coisa que os treinadores têm que fazer quando vêm jogar aqui é quebrar o gelo da magia que é a Ilha do Retiro, que é uma coisa fantástica. Tive diversas vezes aqui e a torcida, com aquele Cazá-Cazá, contagia os jogadores. Assim fica muito difícil para os adversários, que sentem a pressão. O torcedor do Sport não é normal. Está acima disso, é o centroavante da equipe", encerrou.

VAVEL Logo