Luxemburgo minimiza derrota para Vasco: "Não vou crucificar o time"
Comandante leonino destaca ainda qualidade de Luís Fabiano, autor do primeiro gol vascaíno (Foto: Williams Aguiar/Sport)

Tentando mais estabilidade no Campeonato Brasileiro 2017, o Sport foi a campo nesse sábado (10) contra o Vasco no Rio de Janeiro, pela 6ª rodada. Fora de casa, o Leão voltou a ter inconsistências e perdeu por 2 a 1, com o atacante André marcando o único gol da equipe. Mesmo o resultado sendo ruim, a atuação não foi totalmente criticada.

Para Vanderlei Luxemburgo, o elenco rubro-negro mostrou uma boa postura, já que vem passando por processo de mudanças. O treinador destaca a maturidade que o grupo vem tendo nos últimos jogos, com a oscilação apresentada durante os dois tempos no confronto diante do Cruzmaltino sendo a tônica.

"Eu não vou chegar aqui e crucificar meu time porque fez dois tempos distintos, mas acho que estamos em processo de mudanças. A equipe cai e sobe de produção, porém acho que no segundo tempo faltou um pouco mais de qualidade no contra-ataque e um pouco mais de toque de bola. Uma coisa que acho natural e temos que trabalhar", afirmou e exaltou a evolução desde sua chegada ao comando.

Autor do primeiro gol vascaíno, Luís Fabiano foi elogiado por Luxemburgo (Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)
Autor do primeiro gol vascaíno, Fabuloso foi elogiado por Luxemburgo (Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)

"Estamos em uma crescente. O time tem apresentado uma melhora na participação, no combate, no sacrifício, na marcação e em buscar jogar já que é um time que não aceita ser derrotado. Tirando o jogo do Avaí, na derrota por 1 a 0 na Ressacada, onde não nos apresentamos muito bem, mas o futebol não é uma ciência exata", complementou.

Autor do primeiro tento vascaíno, Luís Fabiano é o artilheiro no torneio ao balançar as redes por cinco vezes. Ciente da qualidade do atacante, o comandante leonino lamenta que os jogadores não conseguiram ter força suficiente para tentar pará-lo, dando dor de cabeça à defesa dos pernambucanos.

"Luís Fabiano é um jogador de qualidade, que tem um potencial muito grande e ele chamou a responsabilidade. Faltou parar as jogadas e no futebol não é proibido fazer falta. Tomar o cartão amarelo faz parte do jogo, só o que não pode é violência. Deveríamos ter parado os lances", encerrou.

VAVEL Logo