Tite deixa vagas em aberto para Copa do Mundo: "Não tenho condição de assegurar ninguém na lista"

Depois de conhecer o gosto da derrota pela primeira vez à frente da Seleção Brasileira, o técnico Tite pôde saborear uma goleada por 4 a 0 sobre a Austrália, com ótima atuação de um time extremamente modificado, com poucos jogadores considerados titulares na sua equipe. Dando chances a atletas menos tarimbados, como Taison, para brilhar com a amarelinha, o treinador deixou claro, em coletiva de imprensa após a partida, que ninguém tem lugar garantido na lista para a Copa do Mundo.

Nesse sentido, até mesmo jogadores que nunca foram convocados podem acabar integrando o grupo de 23 jogadores que irá para a Rússia, no próximo ano, em mais uma participação brasileira no Mundial. Além disso, Tite afirmou que pretende reduzir o intervalo de tempo entre a convocação e as partidas da Seleção, tentando não cometer nenhuma injustiça e convocar, sempre, os jogadores que estiverem tendo melhor desempenho em seus clubes.

"Absolutamente sim (jogadores não convocados têm chance ir à copa). Gostaria que a minha convocação fosse só uma semana antes dos jogos. Se eu faço a convocação 15 dias antes, o jogador joga três ou quatro jogos até o tempo do amistoso, algum jogador arrebenta e poderia estar convocado. O Luan poderia estar convocado, se viesse direto, mas eu tenho que fazer a convocação 15 dias antes e acabo perdendo quatro jogos importantes. A gente tenta diminuir a margem de não ser justo", disse o comandante.

Apesar da proximidade com a Copa do Mundo, Tite preferiu manter discurso pautado na conclusão de etapas até a última convocação, deixando claro que ele mesmo precisa passar por alguns ajustes antes da competição: "Não to pensando na Copa. Tô pensando em construir etapas, em me construir. Tenho poucos jogos de Seleção. Independente de toda experiência que tenho, preciso ir ver jogos das seleções na Copa das Confederações, preciso estar com adrenalina e observando. "Te confesso que eu tenho que trabalhar a minha ansiedade. Eu preciso estar bem pra passar alguma tranquilidade", concluiu o treinador.

VAVEL Logo