Luan cobra postura dos jogadores em campo e revela drama com sua filha
Luan abriu mão de cuidar de sua filha para ajudar o Atlético (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)

Luan abriu o jogo em entrevista nessa quinta-feira (22), na Cidade do Galo. O meia-atacante do Atlético-MG está recuperado de lesão muscular, e foi escolhido para conversar com os repórteres no CT.

O camisa 27 já fez duas partidas após seu retorno, contra o São Paulo e Sport, mas por pouco se ausentou mais uma vez. Isso porque sua filha mais nova teve um problema de saúde. Por isso, ele foi liberado pela comissão técnica, mas pediu para jogar e ajudar o time. Louise sofreu uma bronquiolite, infecção comum em crianças, que gera acúmulo de líquidos nos pulmões. 

Com mais uma baixa no setor defensivo,  o técnico Roger Machado não possui nenhum lateral direito do time profissional à disposição. Ciente do problema, o atacante se dispôs a ajudar o professor.

"Dependendo eu tenho que jogar. Se for para ajudar, brigar, chacoalhar o time em campo, vou estar à disposição. Tenho que pegar confiança, cada vez mais. Se o Roger precisar de mim, até como lateral direito, estou à disposição", disse.

A entrevista, que durou em torno dos 30 minutos, teve um tom muito sério. A maioria das respostas de Luan era de cobrança aos próprios companheiros de equipe.

"Tenho certeza que a equipe vai melhorar. Da minha parte, vou fazer o possível para o Galo estar brigando nas cabeças, mas um jogador só, dois ou três não vai adiantar. Tem que ser todo mundo. Tem que brigar, ajudar os companheiros, resgatar a confiança. Aí vocês vão ver que nós vamos brigar lá em cima novamente", completou.

No próximo domingo (25), o Atlético enfrentará a Chapecoense, às 19h, na Arena Condá, em Chapecó/SC, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. Roger Machado vai poupar o time titular quase inteira por causa das oitavas de final da Copa do Brasil, cujo jogo de ida, contra o Botafogo, está marcado para a próxima quinta-feira (29), na Arena Independência.

VAVEL Logo