De volta à equipe, Mano considera resultados positivos do Cruzeiro como questão de tempo
Cruzeiro tem três vitórias, dois empates e quatro derrotas em nove jogos no Brasileirão (Foto: Pedro Vilela/Cruzeiro)

A beira do gramado, lugar onde o técnico Mano Menezes acompanha e orienta seus comandados do Cruzeiro em dias de jogos, não foi a realidade do treinador na derrota da equipe para a Ponte Preta, nessa quinta-feira (22), por 1 a 0. Suspenso, o gaúcho deu lugar ao seu auxiliar, Sidnei Lobo, que viu de perto um jogo de pouca qualidade do time celeste. No próximo domingo (25), Mano volta para a lateral do campo, no duelo da Raposa com o Coritiba.

Contra o Coxa, a partida será no Mineirão, diante do torcedor cruzeirense. O time mineiro fez bons jogos contra Corinthians e Grêmio, respectivos líder e vice-líder do Campeonato Brasileiro, mas não teve boa atuação frente à Macaca. Mano afirmou que o pensamento para domingo está todo voltado a uma vitória da Raposa.

A pressão é interna porque a gente se incomoda quando o resultado não vem. Sabemos da importância dele para valorizar aquilo que estamos fazendo como atuação. A boa atuação é o caminho para a vitória, mas ela em si não resolve. Ela precisa dos três pontos para dar tranquilidade e aumentar a confiança da equipe, que precisa dar um salto que a gente sabe que ela pode dar. É um início de Campeonato Brasileiro, todas as equipes – à exceção de duas – estão em situação parecida, muito próximas, e uma vitória em termos de avanço é o que temos de fazer no domingo”, reforçou.

Depois de enfrentar o Coritiba, o Cruzeiro dá uma pausa no Brasileirão e se volta para a Copa do Brasil, onde enfrenta o Palmeiras pelo jogo de ida das quartas de final da competição. Em seguida, vai até a Arena Independência para o clássico diante do Atlético-MG, voltando a enfrentar o time paulista, mas pelo Campeonato Brasileiro. Forte sequência do time de Mano Menezes, que foi comentada pelo técnico.

O próximo jogo é contra o Coritiba na nossa casa, e nós precisamos voltar a vencer em casa. Até fizemos um jogo bem jogado contra o Grêmio, mas empatamos. Então, o torcedor vai reconhecer se nós fizermos bom jogo contra o Coritiba, mas nós queremos a vitória. O seguinte é contra o Palmeiras, um jogo decisivo pela Copa do Brasil. Uma partida em que teremos a oportunidade de chegar entre os quatro finalistas da competição. E depois é contra o Atlético-MG, em mais um clássico”, comentou.

Mano destacou que não falta esforço e dedicação do grupo celeste por resultados positivos. Por esse mesmo motivo, segundo o técnico, vitórias são uma "questão de tempo". Nesta edição do Campeonato Brasileiro, a equipe tem três empates, dois empates e quatro derrotas, aproveitamento de 40%.

"Acho que a gente pode se incomodar quando não estamos nos comprometendo o suficiente para atingir o objetivo, que são as vitórias. E nossa equipe está se comprometendo. Não temos uma vírgula para reclamar deles, estamos todos imbuídos nesse objetivo. A gente conhece futebol o bastante para saber que se as atuações estão sendo boas, o resultado de vitórias é questão de tempo. Devemos insistir, devemos persistir e afirmar as coisas que estamos fazendo bem. É corrigir as coisas que precisamos melhorar que estaremos próximos de vencer", disse Mano.

VAVEL Logo