Rafael Moura mostra confiança em time alternativo do Atlético-MG contra Chape: "Pode dar certo"
Rafael Moura fez gol na última vitória atleticana no campeonato, contra o São Paulo, e espera ajudar novamente (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)

O técnico Roger Machado confirmou que o Atlético-MG vai encarar a Chapecoense na Arena Condá, no próximo domingo (25), com uma equipe alternativa. Com a maratona de jogos, os titulares estão muito desgastados e o técnico teme mais lesões no elenco alvinegro.

No último treino antes da viagem, a única dúvida que ficou foi na lateral-direita, em que o volante Yago pode jogar improvisado ou o garoto Emanuel, campeão da Copa do Brasil sub-20 - pode ganhar uma chance nos profissionais. No mais, a escalação do time deve ser: Giovanni, Yago (Emanuel), Rodrigão, Matheus Mancini, Leonan; Roger Bernardo, Rafael Carioca, Marlone, Otero, Valdivia; Rafael Moura.

O atacante Rafael Moura afirmou que mesmo com uma equipe alternativa, o Atlético tem tudo para fazer um grande jogo e conseguir os três pontos em Chapecó.

O momento é delicado novamente, mas o mais importante é que a camisa do Atlético que vai viajar, delegação representando o Atlético e, se a gente vencer, vamos somar sete pontos em três jogos, sendo dois fora de casa. Então, é com esse pensamento que a gente vai. Os meninos do sub-20, que foram campeões brasileiros, já estão mais do que maduros para nos ajudar. Tenho certeza que essa mescla pode dar muito certo nesse próximo jogo”, comentou.

O atacante atleticano espera um jogo complicado em Santa Catarina, uma vez que a Chapecoense vem de um goleada sofrida para o Flamengo pelo placar de 5 a 1 e vai buscar a recuperação contra o Galo.

A gente sempre se coloca no lugar do outro, então, se fosse a gente, estaríamos mordidos e querendo que o jogo já fosse hoje para poder reverter a situação. Então, vai ser um jogo dificílimo, ainda mais lá, onde eles têm um retrospecto muito bom. É um time forte fisicamente, que usa bastante bolas aéreas, e temos que estar preparados porque, vestir a camisa do Atlético, independente do adversário e do momento dele, nosso momento também é ruim e precisamos dar um alívio para nós mesmos, nossos familiares e nosso torcedor”, concluiu.

VAVEL Logo