Carille aprova rendimento do Corinthians, mas pondera sobre título: "Muito cedo para falar"
Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Corinthians venceu o Grêmio por 1 a 0, com gol de Jadson, neste domingo (25), na Arena do Grêmio, em Porto Alegre. Com a vitória, o Timão segue na liderança do Campeonato Brasileiro, mantendo a invencibilidade em 23 jogos. Após o término da partida, o técnico Fábio Carille comentou sobre o desempenho do time e disse ser muito cedo para falar sobre título, uma vez que a equipe líder isolada.

"Tem muita coisa pra acontecer, no Campeonato Brasileiro você consegue 3 ou 4 vitórias, soma 12 pontos seguidos e já vai lá pra cima. Muito cedo pra falar sobre isso. Sei que conseguimos pontos acima do esperado por todos, e por nós também", declarou o técnico. 

Seguindo todo o planejado, Carille parabenizou a equipe pela performance apresentada no jogo e afirmou que o time manteve o mesmo desempenho dos jogos anteriores. "Mais que o resultado, o que me deixa contente foi como a equipe se comportou dentro de campo, [fizeram] tudo o que planejamos. Representa muito, mas vamos continuar trabalhando jogo a jogo," disse.

Sobre o elenco, desfalcado por Gabriel, expulso no jogo contra o Bahia na última quinta-feira (22), o técnico disse que se preocupa cada vez menos sobre possíveis desfalques no time por acreditar no potencial do grupo. "O Pedro [Henrique] jogou 3 ou 4 jogos e foi bem, Paulo Roberto precisou jogar alguns jogos na lateral e deu uma resposta boa. Temos que valorizar o elenco, então cada vez menos me preocupo com desfalques", afirmou o treinador.

Carille também falou sobre as críticas que o time recebeu no começo do ano, sendo um dos poucos a não anunciar contratações caríssimas, mas que mostrou seu poder de jogo dentro de campo com os jogadores que já estavam no clube e alguns vindos da base.

"No começo do ano, aquela história de quarta força, eu olhava meu time no papel, não dizendo que os nossos jogadores são melhores, mas será que Cássio e Fagner são menos do que os outros? Olhava aquilo e ficava quieto, não trouxe isso em nenhum momento pro nosso grupo, nunca falei 'vamos provar que não somos a quarta força'", comentou.  O técnico também disse que faz o mesmo sobre o time ser o atual líder, não deixando que o fato mude o discurso feito para os jogadores. 

Após a vitória fora de casa contra o time gaúcho, o Corinthians vai enfrentar o Patriotas, pela Copa Sul-Americana, no Estádio La Independencia, em Tunja (COL), na próxima quarta-feira (28), às 21h45. 

VAVEL Logo