Após vitória, Mano revela número para 'confiança voltar' e cobra respaldo da diretoria do Cruzeiro
Mano Menezes quer ver o Cruzeiro alcançar o "número mágico" (Foto: Washington Alves/Cruzeiro)

O número “três” se tornar um divisor de águas no Cruzeiro. Após três jogos sem vencer, a Raposa bateu o Coritiba, na tarde deste domingo (25), no Mineirão, e reencontrou o caminho das vitórias no Campeonato Brasileiro. Agora, o técnico Mano Menezes almeja uma sequência de três vitórias consecutivas para a confiança do torcedor voltar de vez.

Em entrevista coletiva pós-jogo, o treinador exaltou o plantel cruzeirense e disse que o time esteve regular nos últimos jogos. Os resultados, contudo, não vieram: derrota para o Corinthians, em Itaquera, empate com o Grêmio, no Gigante da Pampulha, e revés ante a Ponte Preta, em Campinas. Segundo Mano Menezes, a Raposa precisa engatar uma série de triunfos para brigar no topo da tabela.

Não tem jogo mais fácil neste campeonato. Não existe jogo fácil. Precisamos de uma sequência de vitórias, sem dúvida nenhuma. Sempre falo que o número mágico é três. A partir de três vitórias é que essa confiança começa a voltar, que as coisas começam a acontecer mais naturalmente. Fizemos uma. Faltam duas para esse número para a equipe retomar essa condição de aliar um bom jogo ao resultado”, disse.

Para que o “número mágico” saia da cartola, o Cruzeiro tem de vencer o clássico contra o arquirrival, Atlético-MG, na Arena Independência, superar o Palmeiras, no Mineirão. Ambos os jogos estão marcados para os próximos dois domingos – 2 e 9 de julho.

Mano bateu em outra tecla durante sua entrevista coletiva: respaldo da diretoria celeste. Segundo o comandante, o time alternativo que mandou a campo contra a Ponte Preta, em Campinas, na última quinta-feira (22), lhe rendeu várias criticas. Ele sentiu não teve apoio da cúpula cruzeirense no momento de defender suas ideias.

Esperamos respaldo da nossa direção de futebol para que a gente não fique sozinho na defesa de algumas coisas que acredita, porque é importante para o torcedor entender que temos um discurso único, e esse discurso é para a hora da derrota e para a vitória. Isso é importante passar”, indicou. “Assim, todos nós sentimos protegidos para dar os passos que o Cruzeiro precisa. Fazer jogos com esse, como contra o Grêmio, segundo tempo no Corinthians”.

Copa do Brasil

Antes de disputar o clássico contra o Atlético-MG, marcado para domingo que vem (2), às 16h, no Independência, pelo Brasileirão, o Cruzeiro tem um compromisso na quarta-feira (28). O time mineiro vai encarar o Palmeiras, no Allianz Parque, às 21h45, pelo primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil. Para Mano Menezes, não tem essa de jogar por um empate devido ao fato de estar atuando fora de casa. Ele quer sair de São Paulo com o triunfo.

A gente sempre quer a vitória. Às vezes a gente apela para o regulamento quando não conseguimos de outra maneira, podemos fazer um grande jogo vencer e abrir uma vantagem, assim como eles também querem. Do outro lado tem um time com bastante qualidade e um investimento muito alto”, afirmou o técnico, que rebateu a fama de “retranqueiro”.

Não gosto de jogar atrás, gosto de jogar para frente, meu coração bate menos, fico mais calmo. Temos que trabalhar bastante, o torcedor já viu uma atuação melhor da equipe e hoje era importante vencer”, finalizou.

VAVEL Logo