Substituído na etapa inicial contra Coritiba, Romero sofre pancada no joelho e espera por exames
Romero foi substituído ao acusar dores e deve passar por exames nesta segunda (Foto: Washington Alves/Cruzeiro)

Um choque com o atacante Alecsandro, do Coritiba, pode tirar o volante Lucas Romero de combate pelo Cruzeiro por um tempo. O argentino trombou com o jogador alviverde na vitória celeste sobre o Coxa por 2 a 0, nesse domingo (25), pelo Campeonato Brasileiro, e deixou o campo ainda no primeiro tempo. Hudson entrou no lugar de Romero, que foi aplaudido pelo torcedor da Raposa.

Na saída do jogo, o atleta concedeu entrevista ao Globoesporte.com e disse que fará exames nesta segunda-feira (26) para a avaliar o acontecido. De acordo com o departamento médico do Cruzeiro, o jogador sofreu um trauma no joelho. A gravidade, no entanto, deve ser identificada apenas com procedimentos de análise do problema.

"Tive a má sorte de trombar com o Alecsandro, que é muito forte. Amanhã (segunda-feira) temos que fazer o exame para saber com a certeza sobre o que tenho. Acho que foi no colateral interno (do joelho). Não posso falar ainda, porque não fiz exames. Mas, agora está incomodando um pouco, mas acho que não é muito grave. Saí por precaução, porque não tinha muita estabilidade no joelho", disse o volante do Cruzeiro.

Caso fique de fora por alguma lesão ou algo mais sério, o afastamento aconteceria em um momento bom de Romero. O elenco do Cruzeiro tem cinco volantes, sendo eles Henrique, Ariel Cabral, Lucas Silva, Hudson e, por fim, o argentino. Nos últimos jogos do time, Romero entrou bem, mas foi em algumas oportunidades a quinta opção de Mano Menezes nesse grupo citado, o que demonstra o quão acirrada é a disputa na sua posição.

Na coletiva após o jogo contra o Coxa, o técnico da Raposa afirmou que aprova as cinco peças das quais dispõe para a volância do time e que é difícil escolher apenas dois em meio a tantas opções. Relembrou ainda as ocasiões em que jogou com uma linha de três volantes.

"Já falaram que eu não gostava do Romero, que eu não gostava do Lucas [Silva], que eu não gostava de um monte de jogadores do meio de campo. A verdade é que eu gosto de todos. Eu só não posso colocar três, porque vocês (jornalistas) me criticam. Então, tenho cinco bons volantes e posso colocar só dois", apontou Mano.

"Estou satisfeito com todos eles. Hoje não optei pela entrada do Henrique, por segurança. Ele ainda vem no processo de cicatrização final dos pontos. Hudson entrou muito bem. Romero estava muito bem quando saiu. É assim. Num campeonato forte e desgastante como esse, numa função que você precisa da marcação, o Cruzeiro tem cinco excelente jogadores. Isso é o mais importante. Por isso que precisa de grupo", completou.

VAVEL Logo