Zé Ricardo reconhece má atuação do time, mas demonstra felicidade pela vitória sobre o Bahia
(Foto: Staff Images/Flamengo)
Embalado por duas vitórias, o Flamengo conseguiu garantir três pontos na partida desse domingo (25) e entrou no G-4 do Campeonato Brasileiro. Vencendo de 1 a 0, com um gol de Berrío e assistência de Everton Ribeiro, o time carioca alcançou os três pontos com um a mais em campo. Diante da vitória, o técnico Zé Ricardo concedeu entrevista coletiva pós-jogo e comentou sobre a vitória. 
 
Apesar do triunfo, o time não se entregou em campo e deixou a desejar. O gol foi heroico diante da situação e Zé Ricardo reconheceu a má atuação. "Não estamos satisfeitos com a performance da equipe porque esperávamos mais, mesmo sabendo que tivemos algumas estreias importantes hoje, atletas que ainda vão entrar na melhor forma e outros jogadores que estavam suspensos para a partida de hoje. Mas isso faz parte. Tecnicamente, não estivemos em  melhor dia. Essa baixa de rendimento acabou proporcionando, principalmente no início do jogo, algumas oportunidades para o Bahia. Estou feliz pelo resultado, mas penso que precisamos melhorar o rendimento."
 
O Flamengo veio de uma vitória por 5 a 1 em cima da Chapecoense na Ilha do Urubu e o técnico rubro-negro, fez uma análise desse embalo de dois jogos, o anterior e esse: "Acho que esse é o eterno dilema para todos os envolvidos no futebol. Na quinta-feira, conseguimos jogar bem e vencer a partida. Hoje, não fizemos uma partida no nível que esperávamos, mas conseguimos a vitória. Temos quatro vitórias nessa temporada e, em boa parte delas, tivemos melhor rendimento. A gente tem que trabalhar, contar com nossos atletas e também cobra-los em relação à nossa performance", afirmou o comandante carioca.
 

Confira outros trechos da coletiva de Zé Ricardo: 

 
- Sequência de jogos:
"Viemos de uma sequência forte de quatro jogos muito duros para a gente, na qual conseguimos fazer dez pontos. Com isso, acredito que volte a confiança. Na quarta-feira, teremos uma partida importantíssima pela Copa do Brasil. Já antecipo um convite meu, da direção e dos atletas para fazermos um caldeirão na Ilha do Urubu e começarmos bem na competição."
 
- Importância entre pontuação e desempenho:
"Acho que esse é o eterno dilema para todos os envolvidos no futebol. Na quinta-feira, conseguimos jogar bem e vencer a partida. Hoje, não fizemos uma partida no nível que esperávamos, mas conseguimos a vitória. Temos quatro vitórias nessa temporada e, em boa parte delas, tivemos melhor rendimento. A gente tem que trabalhar, contar com nossos atletas e também cobra-los em relação à nossa performance."
 
- Estreias: 
"Importante eles fazerem essa estreia, não só o Everton, mas também o Rhodolfo, que começou uma partida pela primeira vez. Sabíamos que seria um jogo muito difícil aqui em Salvador. O começo de jogo do Bahia é sempre forte. Dos dez pontos que eles têm na competição, nove fizeram aqui. Eles têm um treinador experiente, inteligente, e atletas muito velozes. Do meio-campo para frente é muito difícil marcar a equipe do Bahia. Sem dúvida alguma, todas as equipes terão dificuldade de jogar aqui na Fonte Nova. Então, acho que dentro de todos esses aspectos, houve um grau de desentrosamento natural desses atletas que estão entrando, mas acho que já tirou o primeiro peso. Acho que, cada vez mais, deremos mais condições para que eles possam render seu máximo."
 
- Estratégia: 
"A ideia era termos dois homens de pé trocado para ocuparmos bem a faixa central do meio de campo, fazendo o Diego escorregar ao lado do Paolo, além de poder trabalhar com quatro homens por dentro, com Willian e Everton Ribeiro pela direita, e Matheus Savio e Márcio Araújo pela esquerda. Projetar bem nossos laterais e ter Diego e Paolo preenchendo bem a grande área. Teríamos a cobertura dos nossos dois zagueiros e também dos homens por dentro. Além disso, o Everton Ribeiro é muito inteligente quando quebra por dentro para podermos achar o passe de inversão para o lateral oposto. A ideia era manter a posse de bola, pois sabíamos que o Bahia começa muito forte."
 
- Próximo confronto, pela Copa do Brasil: 
"O Santos é uma excelente equipe. Sabemos muito bem da qualidade de seus atletas, com talentos individuais muito interessantes. É uma equipe que, desde a época do Dorival, é muito difícil de enfrentar. Agora está com o Levir, mas mantém sua qualidade alta. Sabemos que o jogo será duríssimo, muito provavelmente decidido nos detalhes. Precisamos estar bem preparados para podermos fazer um jogo em cima do que esperamos e conquistar a vitória na Ilha do Urubu."
VAVEL Logo